Leia mais:
Leia mais:
Psoríase: estudo indica superioridade de risanquizumabe em comparação ao secuquinumabe
Risanquizumabe: Medicamento para psoríase é incorporado ao SUS
Aprovado novo medicamento para tratamento da psoríase infantil
SUS disponibiliza novos medicamentos para tratamento da psoríase
Anvisa aprova novo medicamento para psoríase

Aprovado novo medicamento para tratamento da psoríase infantil

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o registro acelerado do medicamento ustequinumabe (STELARA®) para o tratamento da psoríase em placas moderada à grave em pacientes pediátricos de 6 a 17 anos, que não responderam, que têm uma contraindicação ou que são intolerantes a outras terapias sistêmicas.

Além disso, é indicado para o tratamento de adultos com artrite psoriásica ativa e para pacientes em fases moderada à grave da Doença de Crohn e da retocolite ulcerativa.

O Brasil é o primeiro país a aprovar o uso de ustequinumabe para a faixa etária de 6 a 11 anos. Entre os mais de 3 milhões de brasileiros convivendo com a psoríase, estima-se que um terço começa a apresentar manifestações da enfermidade antes da idade adulta.

“Em crianças e adolescentes, a doença pode ter um impacto profundamente negativo afetando a imagem pessoal, a autoestima e, consequentemente, as relações familiares e sociais, tão importantes nessa época da vida”, destaca o Ricardo Romiti, diretor da Unidade de Psoríase do Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas e professor da Universidade de São Paulo.

Segundo o médico, a substância age bloqueando de forma específica a reação inflamatória, tendo como alvo as citocinas, moléculas que promovem a reação inflamatória causadora das descamações e placas na pele.

A terapia representa uma inovação no manejo da psoríase nessa faixa etária e uma alternativa aos corticoesteroides.
O principal risco relacionado ao seu uso é o surgimento de infecções. As reações adversas mais comuns identificadas com o uso do medicamento são nasofaringite e cefaleia.

Leia também: Whitebook: saiba o que é psoríase e como identificar

mão de pessoa com psoríase

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Psoríase

Este é o primeiro tratamento biológico aprovado para essa população de pacientes que bloqueia seletivamente as interleucinas (IL)-23/IL-12, importante alvo terapêutico no combate à psoríase.

“Essa aprovação é um marco importante para as crianças e os adolescentes que lutam diariamente para lidar com os sinais e os sintomas da psoríase, além das famílias que tanto buscavam uma opção de tratamento segura e efetiva para seus filhos”, afirma Lloyd Miller, vice-presidente e líder da área de doenças imunodermatológicas da Janssen Research & Development, LLC.

Essa aprovação foi baseada em dois estudos multicêntricos de fase III, CADMUS (12-17 anos) e CADMUS Jr. (6-11 anos), que avaliaram a eficácia e a segurança do medicamento.

Uma melhora de 90% das lesões na pele causadas pela psoríase foi demonstrada em 64% dos pacientes de até 11 anos e em 61% dos pacientes de 12 a 17 anos tratados com ustequinumabe por 12 semanas. As respostas aumentaram para 71% e 66%, respectivamente, depois de 52 semanas de tratamento. Os pacientes que usaram o remédio tiveram uma melhora significativa do seu quadro clínico e da qualidade de vida.

Os dados de segurança dos estudos foram consistentes com os perfis de segurança conhecidos, descritos nas respectivas bulas atuais, sendo que o ustequinumabe foi geralmente bem tolerado por pacientes pediátricos com psoríase em placas.

Em geral, os eventos adversos e outros dados de segurança reportados por até um ano em ambos os estudos foram similares aqueles em adultos com psoríase em placa.

A Janssen também recebeu parecer positivo do Comitê de Medicamentos para Uso Humano (CHMP) da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) em 12 de dezembro de 2019 recomendando a autorização da comercialização de ustequinumabe na União Europeia para o tratamento da psoríase em placas moderada à grave em pacientes pediátricos de 6 a 11 anos.

Nos Estados Unidos, a Janssen anunciou que fez a mesma submissão no Food and Drug Administration (FDA) em outubro de 2019, e a revisão do órgão regulador está em processo.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor:

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar