Leia mais:
Leia mais:
Sedentarismo pode aumentar o risco de morte por câncer?
Sedentarismo: somente 15% dos adolescentes se exercitam o suficiente
Atividade física, sedentarismo e sono para menores de 5 anos: novas diretrizes da OMS
A cada 8 horas sentado é necessário 1 hora de exercício físico
Como a rotina do médico e o sedentarismo estão relacionados?

Atividade física na infância: a importância do exercício para os cardiopatas

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Ao longo das últimas décadas, o avanço no tratamento das cardiopatias congênitas proporcionou uma maior sobrevida a estes pacientes. Entretanto, observa-se um aumento crescente de eventos como hipertensão arterial, dislipidemia, diabetes e doença coronariana nesta população. Alguns estudos correlacionam esses eventos a uma maior ocorrência de sedentarismo, distúrbios alimentares e obesidade. Cada vez mais, objetivamos readaptar e reabilitar os pacientes portadores de cardiopatias congênitas, corrigidas ou não, de acordo com suas diferentes fisipatologias e características hemodinâmicas.

A adaptação cardiopulmonar favorece os resultados cirúrgicos principalmente nas anatomias complexas e de baixo fluxo pulmonar (figura 1 – correlação do tipo de exercício com o efeito hemodinâmico esperado).

Figura 1: Reprodução

Contraindicações ao exercício (esporte competitivo):

  • Hipertensão pulmonar;
  • ICC – Classe functional III e IV;
  • Arritmias ventriculares não controladas;
  • Estenose aórtica grave antes da valvuloplastia (exercícios classe IA e IB com supervisão);
  • Coartação aórtica não tratada;
  • Coronária anômala;
  • Sequelas graves ou arritmias após cirurgias;
  • Doença do tecido conjuntivo com dilatação da aorta (como Sd. Marfan).

Recomendações gerais para a prática de atividade física em crianças e adolescentes com as cardiopatias congênitas mais comuns:

  • Pós-operatório:

-3 a 6 meses após a correção das comunicações inteatriais e ventriculares, canal arterial e valvuloplastia;

-Se avaliação cardiovascular normal  – LIBERADO

  • Coarctação da aorta: liberados exercícios – AERÓBICOS (exercícios estáticos somente leves a moderados após a realização de teste ergométrico)

Recomendações na hipertensão arterial confirmada

  • O EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR, COMPETITIVO OU NÃO, AUXILIA NA MODULAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL
  • Restrição temporária na HAS estágio 2 –   alguns estudos referem maior risco para a ocorrência de AVE.
  • EXERCÍCIO ESTÁTICO X DINÂMICO (ver figura 2)
  • Estático – sobrecarga muscular com aumento da RVS
Figura 2: Reprodução

Mais da autora: ‘Code blue: 2 minutos por uma vida!’

Lembre-se:

  • É necessária a mudança do comportamento sedentário dos portadores de cardiopatias congênitas corrigidas ou não de acordo com a sua fisiopatologia.
  • É possível a desmistificação dos risco para pais e profissionais envolvidos no cuidado de crianças e adolescentes cardiopatas.
  • Os estudos mostram que a reabilitação e o exercício físico são seguros e benéficos nesta população.
  • A prescrição de exercício é realizada primordialmente pelo Cardiologista, entretanto é de extrema importância o incentivo e apoio do Pediatra para suporte ao paciente e familiares.

Autora:

Referências:

  • COUNCIL ON SPORTS MEDICINE AND FITNESS. Policy Statement—Athletic Participation by Children and Adolescents Who Have Systemic Hypertension. Pediatrics 2010;125:1287–1294.
  • Marron et al. 36th Bethesda Conference: Eligibility Recommendations for Competitive Athletes With Cardiovascular Abnormalities. JACC 2005, 45(8) 2005:1313–5.
  • Luchese S. Avaliação cardíaca para atividade física e prática de esportes nas cardiopatias congênitas. Revista da Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul – Ano XIII nº 01. 2004
  • Gielen S et al. Exercise Training in Patients with Heart Disease: Review of Beneficial Effects and Clinical Recommendations. Progress Cardiovasc Dis 2015;1 5(5 7): 3 4 7 – 3 .5 5
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar