Filipe Amado

Título de Especialista em Medicina Intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB)⦁ Clinical Research Fellowship in Intensive Care Medicine - Hôpital Erasme (Université Libre de Bruxelles) ⦁ Médico Rotineiro do Serviço de Medicina Intensiva do Hospital São Domingos (São Luís-MA) ⦁ Médico do Serviço de Urgência e Emergência do Hospital São Domingos ⦁ Coordenação Clínica da UTI Materna da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão ⦁ Social Media: @FilipeAmado

Meu paciente séptico é cardiopata ou renal. Devo expandir a volemia?

A ressuscitação volêmica inicial efetiva é crucial para estabilização da hipoperfusão induzida pela sepse ou choque séptico. Saiba mais.

Quando e como usar a noradrenalina precoce na sepse?

Esse texto faz parte de uma série sobre importantes aspectos do manejo da sepse, em homenagem ao Dia Mundial da Sepse. Saiba mais.

O impacto dos diários de UTI em familiares e profissionais de saúde 

Os diários de UTI consistem em ferramentas para registro cotidiano de episódios relacionados à estadia do paciente na UTI.

Análise de pacientes com Covid-19 em UTIs brasileiras: o que aprendemos?

Um estudo analisou uma coorte de pacientes graves com Covid-19 internados em 126 UTIs nos oito primeiros meses da pandemia no Brasil. Saiba mais.

Aumento prolongado e progressivo do metabolismo em pacientes graves com Covid-19

Em pacientes graves, o gasto energético em repouso medido (mREE – measured Resting Energy Expenditure) é obtido por calorimetria indireta.

Eficácia da CNAF na pré-oxigenação durante a sequência rápida de intubação

Ainda existe a dúvida na literatura se a utilização da CNAF na estratégia da ISR é segura, com possibilidade de sua aplicação de forma ampla.

Débito cardíaco estimado por gasometria arterial e venosa: conheça o novo método

Em pacientes graves, a pressão arterial não explica a relação entre oferta e consumo de oxigênio, é necessária a aferição do débito cardíaco.

Sedação prolongada em pacientes graves com Covid-19: como manejar?

A Covid-19 trouxe maior número de pacientes graves, com necessidade de ventilação mecânica, além de sedação e bloqueio neuromuscular. Saiba mais.

Tromboembolismo pulmonar na Covid-19: características clínicas e fatores de risco

Um estudo teve o objetivo de buscar a incidência em pacientes que apresentavam o diagnóstico de tromboembolismo pulmonar na Covid-19. Saiba mais.

Qual nível de sedação ideal em pacientes com SDRA recebendo bloqueador neuromuscular?

Evidências sobre o uso dos bloqueadores na SDRA estão descritas em grandes trials como o ACURASYS e o ROSE. Saiba mais.

Entrar | Cadastrar