Home / Cardiologia / Betabloqueadores são benéficos na doença pulmonar obstrutiva crônica?
medicamentos testados na doença pulmonar obstrutiva crônica

Betabloqueadores são benéficos na doença pulmonar obstrutiva crônica?

Cardiologia, Clínica Médica, Colunistas, Farmacologia, Pneumologia
Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é importante causa de morbidade e mortalidade em todo o mundo. Os pacientes sofrem principalmente com as exacerbações mesmo quando recebem tratamento adequado.

Ao agir nos receptores beta pulmonares, os betabloqueadores são drogas evitadas na prática clínica em pacientes com DPOC pelo receio de efeitos adversos e exacerbação da doença. Entretanto essa não é a realidade em pacientes que necessitam usar betabloqueadores, como pacientes com infarto agudo do miocárdio ou insuficiência cardíaca.
Pacientes com DPOC tem cinco vezes mais chances de ter cardiopatias, e as cardiopatias foram relacionadas com exacerbação da doença, aumento da mortalidade e do número de internações.

Diversos estudos observacionais sugerem que o uso de betabloqueadores em pacientes cardiopatas com DPOC trazem os mesmos benefícios em pacientes com cardiopatia sem DPOC. Outros estudos observacionais não randomizados mostram ainda que pacientes com DPOC que recebem betabloqueadores tem menos morte e hospitalizações mesmo quando não são cardiopatas.

Entretanto estudos observacionais estão sujeitos a diversos vieses e suas informações podem não ser tão precisas quanto a de estudos controlados. Por esse motivo pesquisadores decidiram investigar, no estudo BLOCK COPD, o benefício do uso do metoprolol em pacientes com DPOC, avaliando efeitos adversos da droga, exacerbações da doença pulmonar, caminhada de 6 minutos, dispneia e qualidade de vida.

Veja também: GOLD 2019: quais as novidades na abordagem da DPOC?

Metoprolol na doença pulmonar obstrutiva crônica

O estudo randomizou 532 pacientes com DPOC de 40 a 85 anos, que não tinham indicação de receber betabloqueadores para outras doenças em dois grupos, um recebia placebo e o outro metoprolol. O desfecho primário era a primeira exacerbação do DPOC durante o período de tratamento, sendo um valor entre 336 e 350 dias de acordo com a dose do metoprolol.

Os resultados foram desanimadores. O estudo foi interrompido precocemente pelo fato da primeira exacerbação ter ocorrido bem antes do previsto, sem diferença estatística entre os grupos, e por questão de segurança. Além disso, o metoprolol foi associado a um maior risco de exacerbação que necessitasse de hospitalização. Os efeitos adversos atribuídos ao metoprolol foram semelhantes nos dois grupos, além de terem ocorrido 11 mortes no grupo do metoprolol e 5 no grupo placebo.

Leia mais: Hipersecreção no paciente com DPOC: como fazer o manejo farmacológico?

É importante destacar que o estudo envolveu pacientes com doença pelo menos moderada e com grande risco de exacerbações, o que certamente, não envolve todos os pacientes classificados como DPOC.

Portanto podemos concluir que o metroprolol não deve ser usado em pacientes com DPOC moderada a grave sem outra indicação para uso de betabloqueadores. Entretanto o estudo não aborda pacientes menos graves.

Algo importante a salientar é que a prática de omitir betabloqueadores em pacientes com DPOC e indicação de uso por cardiopatia não deve ser mantida, uma vez que os desfechos duros são reduzidos com essa droga.

É médico e quer ser colunista do Portal PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências bibliográficas:

  • Dransfield MT, Voelker H, Bhatt SP, et al. Metoprolol for the prevention of acute exacerbations of COPD. N Engl J Med. DOI: 10.1056/NEJMoa1908142.
  • William MacNee, M.B., Ch.B., M.D. Beta-Blockers in COPD — A Controversy Resolved? N Engl J Med. DOI: 10.1056/NEJMe1912664

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.