Gabriel Quintino Lopes

Sou médico clínico geral e cardiologista, atualmente atuando na área de terapia intensiva, ambulatorial, assistência em enfermaria e coordenação médica. Trabalho no Hospitais Santa Casa em Barra Mansa e na Unidade Cardiointensiva do Hospital São Lucas em Copacabana.

Quiz: Paciente idosa e asmática sem tratamento dá entrada na emergência. Qual o diagnóstico?

Paciente idosa e asmática sem tratamento dá entrada na emergência com queixa de dispneia com piora nas últimas horas. Qual o diagnóstico?

Manejo da Trombose Venosa Profunda: 10 keypoints

10 keypoints no manejo da Trombose Venosa Profunda, atualização e complementação de artigo publicado no Portal PEBMed em outubro de 2018.

Qual a melhor opção de troca valvar aórtica em pacientes renais com estenose da valva?

Foi realizada uma análise de subgrupo para avaliar os desfechos da troca valvar cirúrgica e transcateter em pacientes renais crônicos.

O que NÃO devemos fazer em pacientes com insuficiência cardíaca (IC)

Já abordamos as principais atualizações para insuficiência cardíaca (IC) entretanto, pouco se fala sobre o que não fazer com esses pacientes.

ESC 2021: novas diretrizes para o uso de marca-passo e ressincronizador

Mais uma diretriz foi lançada no congresso da ESC 2021, agora abordando a terapia com marca-passo e ressincronizador.

ESC 2021: confira as novidades da nova diretriz de valvopatias

O ESC 2021 vem trazendo algumas novidades no campo da cardiologia. Um dos guidelines novos foi o de valvopatias.

ESC 2021: monitorização da pressão de artéria pulmonar no tratamento da insuficiência cardíaca

Um device de monitorização da pressão da artéria pulmonar em tempo real foi testado no tratamento da insuficiência cardíaca.

Comparação entre IECA e BRA no tratamento da hipertensão

Um estudo de base de dados decidiu comparar a segurança e os efeitos adversos das IECA e BRA no tratamento da hipertensão.

Proposta de nomenclatura universal para insuficiência cardíaca (IC)

As definições da insuficiência cardíaca (IC) são extremamente heterogêneas, isso dificulta definir a doença para fins práticos e de pesquisa.

Agonistas GLP-1 e inibidores SGLT2: saiba mais sobre essas terapias antidiabéticas

Os agonistas/análogos GLP-1 e os inibidores do receptor SGLT2 caíram nas graças dos cardiologistas por murarem desfechos cardiovasculares.

Entrar | Cadastrar