Página Principal > Residência Médica > Burnout: intervenção simples pode reduzir sintomas em até 20%
homem estressado segurando um relógio

Burnout: intervenção simples pode reduzir sintomas em até 20%

Tempo de leitura: 2 minutos.

Burnout, também conhecido como síndrome do esgotamento profissional, afeta milhares de trabalhadores no mundo, e a Medicina é a profissão mais acometida. Diversos estudos já analisaram medidas para combater essa condição, mas agora um novo artigo traz uma intervenção simples que pode reduzir os sintomas em até 20%.

Na American Conference on Physician Health, realizada em outubro deste ano, pesquisadores apresentaram os resultados de um estudo com profissionais de saúde que usaram uma ferramenta simples e tiveram seus sintomas de burnout reduzidos em apenas algumas semanas.

A intervenção foi batizada de Three Good Things (três coisas boas, tradução livre) e consiste em escrever, logo antes de dormir, três momentos ou situações boas que aconteceram naquele dia – desde assistir a um programa de TV engraçado até sair com os amigos – e relacioná-los com 10 emoções diretamente ligadas ao burnout: alegria, gratidão, serenidade, interesse, esperança, orgulho, diversão, inspiração, admiração e amor.

Veja também: ‘Não deixe o burnout derrubar você’

A técnica foi testada em 148 residentes da escola Duke Medicine, na Carolina do Norte, e os resultados mostraram uma redução de 15% nos sintomas da síndrome em apenas duas semanas. Um ano após o fim da intervenção, 48% dos participantes permaneceram resilientes, sugerindo que a técnica teve um efeito duradouro.

Além disso, os pesquisadores relataram melhorias na performance no trabalho (incluindo menos atrasos e conflitos) e mais equilíbrio na vida pessoal.

Three Good Things também foi testada em outros profissionais de saúde. Entre os funcionários responsáveis pela segurança do paciente, também do Duke Medicine, a intervenção foi associada a uma redução de 19% no burnout; nos profissionais da UTI neonatal do hospital da Universidade de Stanford, a técnica reduziu os sintomas em até 9%.

Por que funciona?

Segundo os autores do estudo, a técnica é eficaz porque condiciona o cérebro a focar nos acontecimentos positivos da vida. Com base nesses achados, eles sugerem que a definição de burnout seja atualizada para “comprometimento da habilidade de experimentar emoções positivas”.

Como podemos prevenir o burnout?

Acima de tudo, é importante evitar que o burnout aconteça. Recentemente, aqui em nosso portal, publicamos um vídeo com algumas dicas para identificar e, principalmente, prevenir a síndrome. Veja abaixo:

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Rabiya S. Tuma. Simple Tool Shows Lasting Reduction in Burnout – Medscape – Oct 23, 2017.

Um comentário

  1. Leivinho José Ribeir

    Muito boas as dicas para prevenir o burnout. Valeu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.