Leia mais:
Leia mais:
Vírus herpes simples (HSV): um caso de infecção congênita
O que esta paciente apresenta?

Caso Clínico: idoso com dor intensa em abdome e dorso há 4 meses

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Paciente 59 anos, diabético, comparece à consulta ambulatorial queixando-se de intensa dor nas costas e no andar superior de abdome há 4 meses. No segundo dia do quadro, foi à emergência e informaram que ele podia ter pancreatite, mas acabou sendo liberado sem a confirmação do diagnóstico. Após quatro dias, retornou à emergência e médico plantonista encontrou lesões vesiculosas em abdome e dorso, tendo prescrito aciclovir oral. 

Ao examinar o paciente, você encontra as seguintes lesões, com disestesia:

Qual o diagnóstico?

Trata-se de um caso de Neuralgia pós-herpética. A maioria dos casos de herpes zóster agudo é autolimitado. Embora a dor possa causar sofrimento significativo, particularmente em idosos. Os sintomas podem ser graves o suficiente para interferir no sono, no apetite ou na função sexual. Além disso, uma porcentagem variável de pacientes pode continuar a sentir dor por meses ou até anos após a resolução da erupção cutânea. Essa condição é conhecida como neuralgia pós-herpética (NPH), como ocorreu com o nosso paciente.

Qual a conduta mais adequada?

O tratamento do Herpes Zóster agudo deve ser feito com aciclovir nas primeiras 72 horas do início das lesões ou após 72 horas, caso ainda apareçam novas lesões vesiculosas. No caso do nosso paciente, ele perdeu a oportunidade de iniciar o tratamento precocemente, que seria uma estratégia para prevenir a NPH. Fica uma lição importante: sempre examinar o paciente como um todo e procurar lesões de pele.

Por fim, para o tratamento da NPH moderada a grave, sugere-se iniciar com gabapentina ou pregabalina. Estas devem ser usadas com cautela, com ajuste de dose adequado em pacientes com insuficiência renal. 

Para pacientes com dor moderada a grave causada por NPH que não toleram gabapentina ou pregabalina, sugere-se tratamento com antidepressivo tricíclico. Evita-se tricíclicos em pacientes com doença cardíaca, epilepsia ou glaucoma. Devem ser usados com cautela em pacientes idosos. 

Uma opção para pacientes com dor localizada leve a moderada de NPH é o tratamento com capsaicina tópica. Ele também serve para pacientes com NPH que não desejam terapia com medicamentos orais. Os opioides, como tramal, podem ser usados ​​em doses baixas e titulados para proporcionar alívio enquanto aguardam benefícios do tratamento com gabapentinoides ou tricíclicos.

Você sabe como prevenir o Herpes Zóster?

Veja outros casos clínicos:

Autora: 

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar