Covid-19: Anvisa elabora nota técnica com orientações sobre hospitais de campanha

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) elaborou uma nota técnica com orientações gerais sobre os hospitais de campanhas durante o enfrentamento da emergência em saúde pública causada pela pandemia de Covid-19.

A Nota Técnica (NT) 69/2020 traz recomendações de como estruturar essas unidades, ajudando na fase de mitigação quando evidenciada a possibilidade de superação da capacidade de resposta hospitalar para o atendimento dos casos críticos, adaptação e ampliação de leitos e áreas hospitalares, assim como a contratação emergencial de leitos de UTI.

As diretrizes devem ser complementadas e adaptadas à realidade local, conforme os planos de contingência dos estados e municípios. O documento trata também da parceria com os corpos de bombeiros locais quanto às instalações de segurança e de proteção contra incêndio.

É importante ressaltar que os parâmetros apresentados no quadro anexo da nota são para os hospitais de campanha que prestam atendimento a pacientes adultos com a Covid-19, especialmente os casos em que ainda são necessárias precauções quanto à transmissão, não requeiram o nível de atendimento em unidade de terapia intensiva, ou em que o paciente não pode permanecer no seu domicílio ou retornar a ele por orientação médica.

Outras recomendações

A publicação aborda ainda requisitos além das recomendações estruturais, tais como:

  • Equipe assistencial e de apoio treinada e em quantidade adequada;
  • Disponibilização de álcool em gel nos locais de atendimento, corredores de circulação, entradas e demais ambientes;
  • Gerenciamento logístico para garantir suprimentos, medicamentos e equipamentos suficientes em todo o período de funcionamento e dispor de retirada e transporte adequado dos exames ao laboratório de referência;
  • Fornecer orientações assistenciais e sobre o fluxo de atendimento dos pacientes, que deve ser de conhecimento de todo profissional envolvido no atendimento; orientações de recomendação para higienização das mãos, uso de equipamentos de proteção individual, limpeza dos ambientes, equipamentos e mobiliário e gerenciamento dos resíduos; e treinamento sobre as rotinas de fluxos que serão realizados.

Leia também: Covid-19: inteligência artificial sugere que idade de risco seja a partir de 45 anos

Recomendações para as enfermarias

Deve haver uma distância de 1,0 m entre leitos, 1,0 m entre laterais do leito e parede, 1,5 m ao pé do leito para circulação.

A enfermaria também deve possuir:

  • Sistema de abastecimento com oxigênio medicinal;
  • Sistema de climatização ou ventilação natural;
  • Controle de luminosidade;
  • Controle de energia elétrica de emergência;
  • Dispositivo que garanta a privacidade do paciente;
  • Prover condições para higiene simples das mãos, como lavatório/pia com dispensador de sabonete líquido, suporte para papel toalha, papel toalha, lixeira com tampa e abertura sem contato manual ou dispensadores com preparações alcoólicas para a higiene das mãos (sob as formas gel ou solução a 70%)

Se possível: colocar uma barreira física entre as camas, alternando entre os leitos a posição da cabeceira; camas e barreiras devem ser orientadas paralelamente ao fluxo de ar.

Veja mais: Coronavírus: confira as vagas emergenciais para médicos e outros profissionais de saúde

Os procedimentos que podem gerar aerossóis devem ser realizados preferencialmente em uma unidade de isolamento respiratório com pressão negativa e filtro HEPA. Na ausência desse tipo de unidade, deve-se colocar o paciente em um quarto com portas fechadas e janelas abertas, além de restringir o número de profissionais durante estes procedimentos.

Confira todas as recomendações aqui.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar