Covid-19: milhares de amostras estão armazenadas de maneira inadequada em SP

Tempo de leitura: 3 min.

Durante uma fiscalização realizada no último dia 9, o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP) encontrou milhares de amostras para exames moleculares para Covid-19, à espera de seu processamento, acondicionadas fora das boas práticas laboratoriais, no Instituto Adolfo Lutz (SP).

A fase pré-analítica dos exames laboratoriais é, de longe, a etapa mais suscetível a erros e interferências, sendo a mais difícil de se controlar pelo Laboratório Clínico. Ela corresponde àquela etapa dos exames de laboratório que engloba todos os processos e procedimentos (extra e intralaboratoriais) adotados antes do processamento/análise da amostra em si. A indicação pré-teste, solicitação do exame, orientação ao paciente, dieta, coleta da amostra biológica, identificação, transporte e acondicionamento/armazenamento, são alguns dos exemplos onde há a possibilidade desses erros pré-analíticos.

O Instituto Adolfo Lutz é referência na realização no teste da reação em cadeia da polimerase com transcrição reversa em tempo real (RT-PCR), método molecular com alta sensibilidade e especificidade, considerado o “padrão-ouro” para o diagnóstico da Covid-19.

Há uma grande escassez, à nível mundial, desses testes moleculares, devido à enorme demanda, além da falta generalizada de equipamentos/insumos para suas determinações. Todos esses fatores fazem com que, atualmente, a quantidade de amostras que chegam aos laboratórios seja muito maior do que a capacidade instalada de processamento. Dessa maneira, milhares de amostras estão armazenadas, ainda aguardando a sua análise, nos principais laboratórios de referência do país, com um tempo de liberação do resultado que pode facilmente superar sete dias.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Recomendações de acondicionamento

Segundo a denúncia do CREMESP, milhares de amostras estavam sendo armazenadas em geladeiras (2 a 8 ºC) por mais de 72 horas após a coleta, o que vai de encontro às recomendações dos principais órgãos de saúde.

De acordo com protocolos nacionais e internacionais, as amostras devem ser mantidas sob refrigeração (2 a 8 ºC) por, no máximo, 72 horas até o seu processamento. Se, por algum motivo, essas amostras não consigam ser enviadas e analisadas dentro desse prazo, as mesmas devem ser mantidas congeladas a -70oC (ou menos), assegurando as condições ideais de temperatura.

Leia também: Covid-19: Novos testes rápidos podem apresentar até 75% de erro, segundo o Ministério

Quais as possíveis consequências?

Os Laboratórios Clínicos devem ser capazes de avaliar e possuir o controle total dos procedimentos e protocolos, com a implementação de indicadores da qualidade e rastreabilidade de todo o ciclo, reduzindo assim as chances de erros.

O armazenamento inapropriado pode inviabilizar a análise, por causar uma contaminação e/ou deterioração da amostra biológica e, por conseguinte, perda da qualidade e confiabilidade dos resultados encontrados. A amplificação do material genético do SARS-CoV-2 (RNA) pode ser prejudicada, levando a resultados falso-negativos.

Resultados laboratoriais incorretos, seja por qualquer motivo, podem causar sérios danos ao paciente e à saúde pública em geral, notadamente em períodos pandêmicos. Essas não conformidades levam a diagnósticos, condutas e ordenamento de políticas públicas equivocadas.

Autor:

Referências bibliográficas:

  • ABNT AMN ISO/TS 22367:2009. Laboratório clínico. Redução do erro através da gestão de riscos e melhoria contínua (ISO/TS 22367:2008, IDT).
  • CDC (Centers for Disease Control and Prevention). Interim Guidelines for Collecting, Handling, and Testing Clinical Specimens from Persons for Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) [Internet]. (Acessado em 11/04/2020).
  • CNN Brasil. Cremesp denuncia Adolfo Lutz ao MP por armazenamento incorreto de amostras. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2020/04/11/cremesp-denuncia-adolfo-lutz-ao-mp-por-armazenamento-incorreto-de-amostras
  • Globo. Cremesp vê irregularidades em armazenamento de amostras para teste de coronavírus no Instituto Adolfo Lutz e aciona MP. Disponível em: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/04/10/cremesp-denuncia-instituto-adolfo-lutz-ao-mp-por-invalidar-20-mil-amostras-de-sangue-que-fariam-teste-para-coronavirus-em-sp.ghtml
  • Ministério da Saúde (BR). Guia de Vigilância Epidemiológica Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional pela Doença pelo Coronavírus 2019 [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde. (Acessado em 11/04/2020).
  • Pan American Health Organization (PAHO). Interim laboratory biosafety guidelines for the handling and transport of samples associated with the novel coronavirus 2019 (2019-nCoV) [Internet]. (Acessado em 11/04/2020).
  • SBPC/ML. Gestão da Fase Pré-Analítica: Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial (SBPC/ML). 1.ed. Rio de Janeiro: Grafitto; 2010.
  • SBPC/ML. Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML): fatores pré-analíticos e interferentes em ensaios laboratoriais. 1.ed. Barueri: Manole, 2018.
  • Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial. Métodos Laboratoriais para Diagnóstico da Infecção pelo SARS-CoV-2 [Internet]. Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML). (Acessado em 11/04/2020).
Compartilhar
Publicado por
Pedro Serrão Morales

Posts recentes

A ingestão de frutas diariamente pode diminuir o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2?

Um estudo encontrou dados favoráveis relacionando ingestão de frutas à proteção de desenvolvimento de diabetes…

3 horas atrás

Whitebook: dexametasona

Em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do  Whitebook vamos falar sobre dexametasona, corticoide usando…

7 horas atrás

Anemia falciforme: você pode ser um portador deste traço

Anemia falciforme está presente em todo o mundo e no Brasil é considerada como a…

9 horas atrás

Podemos utilizar corticoides na síndrome inflamatória multissistêmica em pediatria?

Um estudo britânico concluiu que os corticoides podem ser um tratamento eficaz para crianças com…

1 dia atrás

Novas diretrizes do ACR para o tratamento da artrite reumatoide (AR)

A artrite reumatoide (AR) é uma das artropatias inflamatórias mais prevalentes, acometendo preferencialmente mulheres entre…

1 dia atrás

Tratamento inovador para mutação de câncer de pulmão é aprovado no Brasil

Foi aprovada pela Anvisa o Tabrecta, tratamento para câncer de pulmão metastático de células não…

1 dia atrás