Página Principal > Terapia Intensiva > Dexmedetomidina em dose baixa previne delirium na UTI?
administracao de antibioticos

Dexmedetomidina em dose baixa previne delirium na UTI?

Tempo de leitura: 2 minutos.

A administração de dexmedetomidina à noite, em baixas doses, em adultos gravemente doentes, reduz a incidência de delirium durante a permanência na UTI, indica um novo artigo publicado no American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine, publicado em maio.

A dexmedetomidina está associada a menos episódios de delirium do que os benzodiazepínicos e a uma melhor arquitetura do sono do que os benzodiazepínicos ou propofol. Para avaliar se o fármaco reduz os casos de delirium e melhora a qualidade do sono, quando administrado à noite em pacientes que necessitam de sedação, pesquisadores realizaram um estudo duplo-cego, controlado por placebo.

No total, 100 doentes críticos foram randomizados para receber dexmedetomidina à noite (entre 21h30 e 6h15) por via intravenosa (0,2 μg/kg/h, titulada por 0,1 μg/kg/h a cada 15 minutos até uma meta na escala RASS de -1 ou taxa máxima de 0,7 μg/kg/h) ou placebo até a alta da UTI. Durante as infusões do estudo, todos os sedativos foram reduzidos pela metade.

LEIA MAIS: Abrir as portas do CTI para as famílias reduz a incidência de delirium?

DEXMEDETOMIDINA: RESULTADOS

Em comparação com o placebo, a dexmedetomidina administrada à noite foi associada a uma proporção maior de pacientes que permaneceram livres de delirium durante a internação na UTI (dexmedetomidina [40 (80%) de 50 pacientes] versus placebo [27 (54%) de 50 pacientes]; RR 0,44, IC de 95%: 0,23 a 0,82; p = 0,006).

A pontuação média no questionário Leeds – usado para avaliar o sono – foi semelhante entre os grupos (diferença média 0,02; IC de 95%: 0,42 a 1,92). A incidência de hipotensão, bradicardia ou ambos também não diferiu.

Conclusões

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que a administração à noite de dexmedetomidina em baixas doses em pacientes graves reduz a incidência de delirium durante a permanência na UTI, mas não afeta a qualidade do sono.

LEIA MAIS: Delirium no paciente internado: recomendações práticas

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Low-Dose Nocturnal Dexmedetomidine Prevents ICU Delirium. A Randomized, Placebo-controlled Trial. Yoanna Skrobik, Matthew S. Duprey, Nicholas S. Hill, and John W. Devlin. DOI: https://doi.org/10.1164/rccm.201710-1995OC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.