Leia mais:
Leia mais:
Cansado de Medicina? Veja essas alternativas de carreiras para médicos

Dia do professor: adversidades, desafios e aprendizados da educação médica na pandemia

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe muitas adversidades, desafios, mas também aprendizados. Na área da educação médica não foi diferente. A necessidade de revisão da formação acadêmica dos profissionais de saúde brasileiros nunca foi tão urgente.

A crise sanitária evidenciou a capacidade de resposta dos profissionais de saúde perante as inúmeras adversidades. Com equipes sobrecarregadas e poucos recursos, os profissionais e estudantes em atuação foram desafiados diariamente e à exaustão a exercer habilidades de comunicação, de gestão e trabalho colaborativo, além de competências técnicas.

Diante de uma realidade desafiante e dinâmica, com novas necessidades de protocolos sanitários, a educação médica no país foi colocada em xeque (e ainda está), o que possibilita profundas reflexões sobre a formação de competências para o trabalho profissional em contextos de incerteza.

“A pandemia foi uma surpresa dolorida para a humanidade e para medicina, ou melhor, para a saúde. Um desafio! Nos cursos de medicina, muitas escolas deram continuidade às atividades teóricas via remota e houve um esforço hercúleo para nova forma de aprender a aprender a ensinar através de capacitações, novas tecnologias e aprimoramento das existentes. Novas formas de planejamento face às adaptações, retorno gradual e progressivo, protocolos rígidos de higienização e segurança sanitária, suporte emocional aos discentes, colaboradores, docentes, inovação pedagógicas e de avaliação”, ressaltou a médica patologista Mércia Margotto, coordenadora do curso de Medicina da faculdade Santo Agostinho, da Bahia, que faz parte da Afya Educacional, em entrevista ao Portal PEBMED.

Saiba mais: Educação médica continuada em gestão e inovação: qual é a sua importância?

educação médica

Necessidade de adaptação do currículo

A pandemia de Covid-19 propiciou uma oportunidade singular para os estudantes perceberam a dinâmica do conhecimento e da atuação médica, e como é essencial ter o domínio de determinados assuntos para responder a ameaças diárias contra a saúde.

Neste novo cenário, as universidades se viram obrigadas a adaptar o currículo para incluir nas disciplinas médicas questões específicas relacionadas à infecção por uma doença pouco conhecida, como a racionalização de recursos, segurança do trabalho, cuidados especiais relacionados aos pacientes, mudanças na autonomia e restrições pessoais.

Mudança na didática

Sem quase tempo nenhum de preparo, diretores e coordenadores viram-se na necessidade urgente de mudar toda a sua modalidade de ensino. Professores e alunos precisaram adaptar-se à nova modalidade rapidamente. E o grande desafio de conseguir manter o ritmo e a qualidade do ensino, mesmo sem a presença física, exigiu o aprendizado de novas competências.

E a educação médica, que sempre foi pautada em competências importantes, como profissionalismo, manter a conexão com os alunos e se comunicar bem, precisou abraçar outras novas para conseguir se encaixar no cenário desafiador de uma emergência de saúde pública de proporções mundiais.

O ensino pelo exemplo

“Tivemos que aprender, fazendo. Com muita paciência, resiliência e coragem. Na impossibilidade de aulas presenciais, fomos desafiados a criar novas formas de aprendizagem. Isso além da capacidade de re-significar o esforço e a criatividade, o que ainda tem sido nossos instrumentos para manter esse fundamental vínculo de encantamento com os estudantes no ambiente escolar mesmo à distância. Aliás, sempre digo que o docente deve ser sempre um entusiasta, com brilho nos olhos, que encanta e flui em sala de aula como um barco em ondas suaves”, finalizou a coordenadora médica Mércia Margotto.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.