Dia Internacional de Sensibilização do Método Canguru

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

No dia 15 de maio comemora-se o Dia Nacional de Sensibilização do Método Canguru, uma estratégia que iniciou-se há 22 anos no Brasil, com o objetivo de reduzir muitas complicações associadas ao nascimento prematuro.

A Norma de Atenção Humanizada ao Recém-Nascido de Baixo Peso: Método Canguru recebeu influência da Colômbia, onde foi iniciada a estratégia por uma grande escassez de recursos da região como incubadoras, elevada taxa de infecção e baixa adesão ao aleitamento materno. Ações como presença da mãe na unidade neonatal, contato pele a pele, incentivo ao aleitamento materno e a alta precoce são diretrizes utilizadas na estratégia.

Leia também: Cuidados de mãe canguru: quais são os efeitos a longo prazo?

Etapas do método

O Método Canguru é desenvolvido em três etapas: a primeira se inicia no pré-natal da gestação de risco seguido da internação do recém-nascido (RN) na unidade neonatal com ações de acolhimento aos pais e família na unidade, propiciar o contato com o RN, diminuição dos níveis de estímulos ambientais adversos, posicionamento adequado do RN, oferecer suporte à amamentação, dentre outros.

Na segunda etapa, quando o RN permanece na Unidade Canguru de maneira contínua com sua mãe e na posição canguru pelo maior tempo possível. Para elegibilidade e permanência nessa etapa, devem ser seguidos os seguintes critérios:  estabilidade clínica, nutrição enteral plena, peso mínimo de 1.250 gramas, desejo da mãe em participar, capacidade da mãe ou do pai em reconhecer sinais e situações de risco do RN e conhecimento e habilidade no manejo do RN na posição canguru.

A partir de 1.600 gramas e com sucção exclusiva em seio materno, o recém-nascido prematuro já pode ter alta hospitalar (terceira etapa) com segurança, desde que seus cuidadores sejam precocemente incentivados à realização de cuidados desde a internação na unidade neonatal.

Deve ser assegurado o acompanhamento ambulatorial até o RN atingir o peso de 2.500 gramas e com realização da primeira consulta até 48 horas após a alta, seguido de, no mínimo, consultas uma vez por semana, além de garantia de atendimento na unidade hospitalar de origem até a alta desta última etapa.

O método apresenta suas bases em um modelo de cuidados voltados para o neurodesenvolvimento do recém-nascido, NIDCAP, a sigla para Newborn Individualized Developmental Care and Assessment Program baseada no modelo da teoria síncrono-ativa de Heidelise Als (1982). A teoria proposta por Heidelise Als considera que o recém-nascido possui subsistemas que estão em desenvolvimento progressivo, porém interagem entre si e com o ambiente.

Figura 1. Subsistemas de regulação dos prematuros.

Desta forma, a Teoria de Als baseia-se no respeito a sinais (“pistas”) apresentadas pelos bebês de forma sutil, mas fundamental no desempenho dos cuidados, a fim de não prejudicar o curso do desenvolvimento natural deles. Desta forma, os bebês são considerados indivíduos, pessoas, colaboradores no cuidado, apoiados e nutridos por seus pais.

Os pais são considerados os principais nutridores, defensores e cuidadores dos bebês, bem como colaboradores nas decisões de cuidados. Os membros são considerados os principais apoiadores de pais e bebês. Profissionais e equipe são parceiros no cuidado com bebês, pais e familiares.

Saiba mais: AAP 2021: práticas hospitalares relacionadas a medidas não farmacológicas para alimentação na SAN

O ambiente e a cultura do berçário e do hospital estão focados na eficácia do suporte, e orientação para o relacionamento familiar, e a promoção da saúde individualizada, crescimento, fortalezas e desenvolvimento saudável dos recém-nascidos no contexto da família e sociedade.

Análise

Uma revisão realizada pela Cochrane Review em 2016 também constata que o Método é capaz de reduzir os indicadores de morbimortalidade entre recém-nascidos de baixo peso mesmo em contexto assistenciais de cuidados de baixos recursos, além de outras vantagens:

  • Redução de infecção hospitalar;
  • Aumento da taxa de adesão ao aleitamento materno;
  • Redução de infecções no trato respiratório inferior;
  • Redução de enfermidades graves;
  • Maior ganho ponderal diário.

Com tantas vantagens, não tem como não apoiar e fortalecer o Método nas unidades neonatais brasileiras. O conhecimento de profissionais e a incorporação das famílias no cuidado aos bebê prematuros são importantes ferramentas para a saúde neonatal.

Para saber mais sobre esse e outros temas, continue acompanhando aqui no Portal Pebmed, no App Nursebook e no Nursebook Web. Se você ainda não baixou, ele está disponível no App Store e na Play Store.

Confira o vídeo do Ministério da Saúde no link: https://youtu.be/IhKyaqGX_MQ

Autores(as):

Adriana Teixeira Reis
Dra e Mestre em Enfermagem. Especialista em Neonatologia, Pediatria e Gestão Hospitalar. Atua atualmente com temas Controle de Infecção e Segurança do Paciente. Docente da UERJ, IFF e convidada em outras instituições. Atua também em consultoria de Controle de Infecção, Qualidade e Segurança do Paciente.

Priscilla Barboza Paiva
Enfermeira Especialista em Controle de Infecção Hospitalar. Professora da Universidade Estácio de Sá e UFF. Enfermeira CIH do IFF/FIOCRUZ e Hospital Rio Mar Rede D’Or (HRM).

Camila Tenuto
Enfermeira (EEAAC/UFF) • Especialista em Terapia Intensiva Neonatal (IFF/FIOCRUZ) • Especialista em Terapia Intensiva (UNYLEYA) • Discente do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde (EEAAC/UFF) • Enfermeira rotina do CTI Geral (HUPE/UERJ).

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
# Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Atenção humanizada ao recém-nascido : Método Canguru : manual técnico / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – 3ª ed. – Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2017. 340 p. : il. # Conde‐Agudelo A, Díaz‐Rossello JL. Kangaroo mother care to reduce morbidity and mortality in low birthweight infants. Cochrane Database of Systematic Reviews 2016, Issue 8. Art. No.: CD002771. DOI: 10.1002/14651858.CD002771.pub4. # Lamy ZC, Morsch DS, Marba STM, Lamy Filho F. O método canguru nos dias atuais. In: Sociedade Brasileira de Pediatria; Procianoy RS, Leone CR, organizadores. PRORN Programa de Atualização em Neonatologia: Ciclo 14. Porto Alegre: Artmed Panamericana; 2017. p.11-41. (Sistema de Educação Continuada a Distância, v.3). # Venancio SI, Almeida H. Método Mãe Canguru: aplicação no Brasil, evidências científicas e impacto sobre o aleitamento materno. Jornal de Pediatria [online]. 2004, v. 80, n. 5 suppl [Acessado 15 Maio 2022] , pp. s173-s180. DOI: 10.1590/S0021-75572004000700009.
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.