Leia mais:
Leia mais:
Fidaxomicina é aprovado para tratamento de Clostridioides difficile em crianças, nos EUA
Crise de água no RJ: como manejar o paciente com diarreia na emergência?
Quiz: qual conduta o enfermeiro deve tomar em caso de diarreia?
Doenças pediátricas do verão: cuidados de enfermagem à criança com diarreia
Água alterada no Rio de Janeiro: enfermagem no cuidado à saúde

Diarreia: Novo guideline do IDSA (parte 2)

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Uma atualização recente das diretrizes de diarreia infecciosa da IDSA (Infectious Disease Society of America) foi publicada. Destacamos em 2 partes as principais recomendações da publicação. Na primeira, falamos sobre o diagnóstico, agora abordaremos o tratamento.

Tratamento empírico: Indicações:

  • Em imunocompetentes, apenas nas seguintes situações:
    – < 3 anos com suspeita de infecção bacteriana;
    – Na presença de: febre, dor abdominal, diarreia sanguinolenta e disenteria bacilar (caracterizada por sangue frequente nas fezes, febre, cólicas abdominais e tenesmo), com diagnóstico presumido de shigelose;
    – Histórico de viagens internacionais recentes com febre maior ou igual à 38,5ºC e/ou sinais de sepse.
  • Antimicrobiano empírico: Optar por fluoroquinolonas, como o ciprofloxacino, ou por macrolídeo, como a azitromicina.
  • Em menores de 3 meses, prefere-se cefalosporinas de 3º geração, como a ceftriaxona, ou outra opção com concentração em sistema nervoso central, como a azitromicina.
  • Contatos assintomáticos de pacientes disentéricos não apresentam indicação de uso empírico de antimicrobianos.
  • Em infecções por E. coli produtores de Shiga, tratamento empírico com antimicrobianos deve ser evitado.
  • Nos casos de diarreia aquosa, prolongada ou persistente, o tratamento empírico com antimicrobianos não é recomendado, exceto na presença de histórico de viagem internacional.

Terapia de reidratação oral:

  • Iniciar imediatamente em todas as crianças e adultos com diarreia aguda de leve a moderada de qualquer etiologia.
  • Pacientes impossibilitados ou intolerantes, administrar por sonda nasogástrica.
  • Administração de soluções isotônicas endovenosas, como cristaloides, está indicada em casos de falência da terapia oral ou em casos de desidratação severa, choque ou alteração do nível de consciência.

Alimentação:

  • Em lactentes, manter o aleitamento materno durante o quadro ou imediatamente após o início da terapia de reidratação.
  • Em adultos, retomar a dieta durante o quadro ou imediatamente após o início da terapia de reidratação.

Alívio sintomático:

  • Loperamida (ação antimotilidade): Deve ser evitada em menores de 18 anos de idade com diarreia aguda. Pode ser prescrita em adultos imunocompetentes com diarreia aquosa aguda, sendo suspensa em caso de febre ou suspeita de megacólon tóxico.
  • Antieméticos: Podem ser prescritos para melhor tolerância à terapia de reidratação oral em pacientes com mais de 4 anos de idade.

Probióticos e Zinco:

  • Probióticos: Alívio da gravidade e duração dos sintomas em adultos e crianças imunocompetentes com quadro de diarreia infecciosa ou associada ao uso de antimicrobianos.
  • Suplementação oral de zinco: Abrevia a diarreia em crianças de 6 meses à 5 anos de idade que residem em áreas com alta prevalência de deficiência de zinco ou com sinais de desnutrição, exclusivamente.

Autor:

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

2 comentários

  1. cecilia margarida schmolz de mattos

    muito elucidativo

  2. Uripide martinez

    Gosto muito adoro o aplicativo muito actualisado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar