Blog do Whitebook

3 doenças com mais risco na pediatria

Tempo de leitura: 3 min.

Você sabe quais são as doenças com mais risco na pediatria? Neste post do Blog do Whitebook, vamos abordar três: sepse, síndrome inflamatória multissistêmica e asma.

Veja a seguir as especificações de cada uma!

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Sepse

A sepse é um dos quadros mais comuns e mais graves da pediatria. As doenças infecciosas são muito comuns na área pediátrica e muitas crianças apresentam quadro de sepse e choque séptico de difícil identificação.

Devido à alta morbimortalidade, o diagnóstico deve ser rápido e eficaz, necessitando de exames complementares específicos, como gasometria arterial, lactato sérico e saturação venosa central de O2, e o tratamento deve ser instituído assim que possível.

No Whitebook, os conteúdos Sepse e Sepse Neonatal esclarecem as definições dos quadros, os exames complementares mais importantes e o tratamento específico para cada um deles. Todos atualizados de acordo com o último protocolo Surviving Sepsis, de 2020.

Acesse os conteúdos e saiba mais como eles podem ajudar no dia a dia. 😉

Leia também: Dia Mundial da Sepse em 2021 sob o olhar da pediatria

Síndrome inflamatória multissistêmica

A síndrome inflamatória multissistêmica é um quadro clínico reconhecido recentemente, junto com a pandemia de covid-19. Desconhecida por parte de profissionais de saúde, seu manejo ainda está em investigação. Estudos clínicos mais aprofundados também ainda são necessários para o melhor tratamento.

O quadro é grave e acomete crianças com covid aguda ou, de forma mais difícil de reconhecer, após algum tempo do quadro de covid. A suspeição clínica elevada é fundamental para que não haja perda de diagnóstico e melhora do prognóstico dos pacientes, visto que muitos casos graves de covid em criança são decorrentes dessa síndrome. O diagnóstico é baseado em critérios clínicos definidos e o tratamento é realizado a partir de suporte e da infusão da imunoglobulina humana associada à Aspirina.

No aplicativo médico número 1 do Brasil você encontra as principais características clínicas da doença, assim como os exames complementares necessários e o manejo do paciente, incluindo as indicações das medicações específicas. As revisões são realizadas frequentemente, com inclusão das novas evidências clínicas relacionadas ao quadro. Clique aqui e veja o conteúdo completo!

Ouça o podcast sobre o tema: Síndrome inflamatória multissistêmica: caso clínico

Asma

A asma brônquica é um quadro muito comum na faixa etária pediátrica e é uma das maiores causas de hospitalização e procura em serviços de emergência pediátrica. Se apresenta em um amplo espectro clínico, desde quadros mais leves até quadros potencialmente fatais. Em todos eles, existe indicação de tratamento e manejo específico, adequado para cada um.

“O diagnóstico pode ser difícil em crianças, principalmente nas pequenas, que são conhecidas como lactentes sibilantes. Além disso, muitos exames complementares utilizados para o diagnóstico não estão disponíveis nesses pacientes e cada faixa etária vai ter uma abordagem diagnóstica específica, dificultando a conduta para o médico”, explica a pediatra e conteudista do Whitebook, Dra. Dolores Silva, completando: “O tratamento da asma é dividido em tratamento intercrise e tratamento da crise aguda, sendo cada um deles com objetivos próprios”.

No Whitebook, você encontra o conteúdo relacionado à asma aguda e aos lactentes sibilantes, que inclui o tratamento sugerido pelo Global Initiative for Asthma (GINA), de 2021.

Para saber mais sobre asma e covid-19, escute o nosso podcast: Asma em criança: atenção em tempos de covid-19

Infográfico

No infográfico abaixo, você encontra três destaques para as doenças abordadas neste post. Aproveite! 🙂

E aí, o que achou do conteúdo? Conta para a gente nos comentários!

Coautora: Dra. Dolores Silva, pediatra pela UERJ.

Abraços,

Compartilhar
Publicado por
Clara Bittencourt

Posts recentes

Os novos anticoagulantes orais estão sendo mais utilizados que os antagonistas da vitamina K em pacientes com FA?

Os novos anticoagulantes surgiram como uma alternativa e mostraram eficácia e segurança semelhante ou melhor…

16 horas atrás

Whitebook: coombs indireto – o que é e como solicitar?

Essa semana, falamos sobre o coombs indireto em obstetrícia. Em nossa publicação de conteúdos do…

20 horas atrás

Diagnóstico de policitemia vera: conceitos importantes

Policitemia vera é uma síndrome mieloproliferativa caracterizada por aumento da massa eritrocitária. Saiba mais.

1 dia atrás

AAP 2021: avaliação de sepse tardia e terapia empírica em prematuros extremos

O objetivo de um estudo apresentado na AAP 2021 foi definir a frequência da sepse…

2 dias atrás

Podcast da Pebmed: dissecção da artéria vertebral. Como diagnosticar e tratar? [podcast]

No episódio de hoje, Henrique Cal, vai discutir sobre causas que podem levar à dissecção…

2 dias atrás

Destaque das diretrizes no manejo do tabagismo

O tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo. Atualmente são cerca de…

2 dias atrás