Em mulheres obesas, profilaxia antibiótica após cesariana reduz risco de infecções? - PEBMED

Em mulheres obesas, profilaxia antibiótica após cesariana reduz risco de infecções?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A obesidade está associada ao aumento do risco de infecção do sítio cirúrgico (ISC) após a cesariana. Segundo um novo artigo publicado no Journal Of The American Medical Association (JAMA), profilaxia antibiótica por 48 horas após o procedimento pode reduzir esse risco.

Pesquisadores realizaram um ensaio clínico randomizado, duplo-cego, comparando cefalexina oral (500 mg) e metronidazol (500 mg) versus placebo a cada 8 horas, durante 48 horas, após parto por cesariana para prevenção de ISC em mulheres obesas, que receberam profilaxia pré-operatória padrão de cefalosporina.

O estudo foi conduzido no Centro Médico da Universidade de Cincinnati, em Ohio (EUA), um cenário acadêmico e urbano, entre outubro de 2010 e dezembro de 2015, com acompanhamento final até fevereiro de 2016.

Veja também: ‘Cesariana: trocar as luvas antes do fechamento abdominal reduz em quase 50% a taxa de infecção da ferida operatória’

Resultado

Entre 403 participantes randomizados (idade média de 28 anos; IMC médio de 39,7; ), a ISC foi diagnosticada em 13 (6,4%) do grupo cefalexina-metronidazol e 31 (15,4%) do grupo placebo (diferença de 9% [IC de 95%: 2,9% – 15,0%]; risco relativo de 0,41 [IC de 95%: 0,22 – 0,77]; p = 0,01). Nenhum grupo registrou eventos adversos graves.

Com base nesses resultados, os pesquisadores concluíram que, entre as mulheres obesas submetidas à cesariana que receberam profilaxia padrão pré-operatória de cefalosporina, um pós-operatório de 48 horas de cefalexina e metronidazol reduziu a taxa de ISC dentro do período de 30 dias após o parto.

E mais: ‘Diretrizes atualizadas para prevenção de infecção do sítio cirúrgico’

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Valent AM, DeArmond C, Houston JM, Reddy S, Masters HR, Gold A, Boldt M, DeFranco E, Evans AT, Warshak CR. Effect of Post–Cesarean Delivery Oral Cephalexin and Metronidazole on Surgical Site Infection Among Obese WomenA Randomized Clinical Trial. JAMA. 2017;318(11):1026–1034. doi:10.1001/jama.2017.10567

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar