Esclerose múltipla: o que esperar desta doença que ataca mais jovens e mulheres?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A esclerose múltipla (EM), é uma doença neurológica, crônica e autoimune que tem a capacidade de afetar o cérebro, tronco cerebral, medula espinhal e os nervos ópticos. 

As células imunológicas de um portador de EM, não age protegendo o sistema de defesa do paciente, mas sim agredindo o mesmo com um processo inflamatório.

esclerose múltipla

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Como a esclerose múltipla ocorre?

Ocorre um processo chamado de desmielinização (placas), onde o próprio sistema imunológico age atacando a mielina que é uma camada que protege os neurônios. E como consequência deste ataque o corpo não recebe com eficiência os comandos cerebrais devido aos danos causados por este processo.

Estima-se que existam no Brasil 40.000 casos desta doença, sendo 15 casos por 100.000 habitantes. A maioria são mulheres e jovens com idade entre 20 e 40 anos.

Saiba mais: Esclerose múltipla e gravidez

Alguns casos são considerados de predisposição genética, outros são de fatores ambientais que podem funcionar como “gatilho” para o desenvolvimento da doença. A fase da adolescência é considerada a mais suscetível para os fatores ambientais.

Dentre os fatores ambientais temos:

  • Infecções virais (vírus Epstein-Barr);
  • Baixos níveis de vit D (pouca exposição solar);
  • Tabagismo;
  • Obesidade;
  • Exposição a solventes orgânicos.

Os sinais e sintomas da EM podem acometer o paciente de acordo com a evolução da doença, podendo ainda surgir e sumir regularmente ou até mesmo piorar de forma gradativa. Os sintomas podem inclusive deixar o indivíduo incapacitado.

Sinais e sintomas

  • Parestesias em tronco, extremidades ou face;
  • Fraqueza;
  • Distúrbios visuais;
  • Rigidez e espasmos musculares;
  • Dificuldade com o controle vesical (incontinência ou retenção);
  • Dormência ou formigamento;
  • Problemas de memória, alterações de humor e atenção;
  • Dificuldade de equilíbrio e coordenação motora (dificuldade para andar);

A esclerose múltipla se apresenta de diferentes formas clínicas:

Remitente-recorrente (EMRR): acomete 85% dos casos, os surtos aparecem e melhoram espontaneamente ou após tratamento, esta forma se manifesta nos primeiros anos da doença e o paciente evolui com uma recuperação completa e sem sequelas.

Secundária-progressiva (EMSP): aproximadamente 10 anos após o diagnóstico, cerca de 50% dos pacientes evoluem para esta forma da doença. Nesta fase o paciente acumula sequelas não mais se recuperando plenamente dos surtos.

Primária-progressiva (EMPP): fase em que acontece piora evolutiva dos surtos.

Progressiva com surtos (EMPS): quarta forma da doença, afeta 5% dos pacientes, nesta fase a doença evolui de forma mais rápida e agressiva com comprometimento de estruturas cerebrais.

O diagnóstico da EM é feito através de achados clínicos e de imagem, em conjunto com a análise de alguns marcadores encontrados no líquor. A ressonância magnética (crânio e medula espinhal) é capaz de apresentar áreas cerebrais lesadas pelo processo de desmielinização do SNC.

Leia também: Terapia farmacológica para fadiga na esclerose múltipla (EM)

Não existe cura, mas há tratamento, que é feito através de corticóides, imunomoduladores, medicações para dor e para espasticidade, além de cuidados de suporte como fisioterapia e atividades físicas.

Quer saber mais sobre esclerose múltipla ou outras doenças?

Então baixe já o nosso App Nursebook e confira.

Acesse logo e fique por dentro de tudo que os enfermeiros conteudistas do Nursebook tem para te oferecer. 

Autora:

Referências bibliográficas:

  • Levin MC. Esclerose Múltipla (EM). [Internet]. Manual MSD versão para profissionais de saúde, 2019. (Acesso 07/08/2021).
  • Thomaz RB, Neto HRS. Esclerose Múltipla (EM). Neurologia. Hospital Israelita Albert Einstein. [Internet]. Sem data. (Acesso em 07/08/2021).
  • Pfizer. Esclerose Múltipla: entenda mais sobre a doença. [Internet]. Sem data. (Acesso em 07/08/2021).

 

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar