Leia mais:
Leia mais:
Estenose mitral: quando indicar cirurgia de valvuloplastia por balão?
Como eu trato? Curso de atualização em condutas pediátricas em Cardiologia

Estenose lombar: há diferença nos resultados entre as técnicas minimamente invasivas?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A estenose lombar é caracterizada por dor e desconforto na região lombar e membros inferiores, dificuldade de deambular e déficit funcional, além de redução do canal vertebral vista nos exames de imagem. Grande parte dos estudos demonstraram resultados clínicos superiores do procedimento cirúrgico em relação ao conservador nesses casos.

Historicamente, é realizada a descompressão da estenose e uma laminectomia aberta como padrão. Nas últimas décadas, diversas técnicas minimamente invasivas foram introduzidas com a vantagem de redução no tempo cirúrgico e de internação, entretanto, são escassos os trabalhos que comparam tais procedimentos pouco invasivos. Foi publicado no último mês no “Journal of American Medical Association – JAMA” um ensaio clínico randomizado comparando três diferentes técnicas minimamente invasivas para descompressão do canal vertebral.

estenose lombar

O estudo

Participaram do estudo 16 hospitais noruegueses, onde foram selecionados pacientes com sintomas de estenose lombar confirmados por exame de ressonância magnética entre 2014 e 2018. Foram randomizados 437 pacientes na proporção 1:1:1 entre os grupos laminotomia unilateral – LU (n=146), laminotomia bilateral – LB (n=142) e osteotomia do processo espinhoso – OPE (n=149).

O desfecho primário foi a variação da incapacidade medida com o Índice de Incapacidade de Oswestry (ODI) desde o início até 24 meses após o procedimento cirúrgico. O ODI é um escore de dor e função amplamente utilizado e validado, onde 0 é considerado assintomático e 100 é considerado completamente incapacitado. Já os desfechos secundários foram mudanças desde a linha de base até o fim do follow up no índice de utilidade do questionário 5-dimensional EuroQol (EQ-5D), no Questionário de Claudicação de Zurique (ZCQ-score), numa escala de classificação numérica de dez pontos (NRS) para baixa dor lombar e dor em membros inferiores, e numa escala de efeito global percebido (GPE – utilizada para dor crônica).

O grupo de laminotomia unilateral  teve uma alteração média de -17,9 pontos no ODI (IC 95%, -20,8 a -14,9), enquanto o grupo de laminotomia bilateral teve uma alteração média de -19,7 pontos no ODI (IC 95%, -22,7 a -16,8 ), e o grupo da osteotomia do processo espinhoso teve uma mudança média de -19,9 pontos no ODI (IC 95%, -22,8 a -17,0). Não houve diferenças significativas nos resultados primários ou secundários entre os três procedimentos cirúrgicos, exceto por uma maior duração do procedimento cirúrgico no grupo laminotomia bilateral com 123,9 (109,0-138,7) minutos em comparação com 95,7 (81,1-110,3) minutos e 92,9 (78,2-107,7) minutos para LU e OPE, respectivamente (P <0,001).

Quiz: Paciente com dor lombar inferior que irradiava para o membro inferior direito. Qual o diagnóstico?

Conclusão

Quanto ao estudo, seria interessante uma maior amostra para dar maior poder estatístico ao trabalho. Além disso, a comparação com a laminectomia aberta também seria uma boa opção para tornar o estudo mais rico. Com os dados coletados, não há diferença estatística nos resultados com as diferentes técnicas, excetuando-se o tempo cirúrgico.

 

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
# Hermansen E, Austevoll IM, Hellum C, Storheim K, Myklebust TÅ, Aaen J, Banitalebi H, Anvar M, Rekeland F, Brox JI, Franssen E, Weber C, Solberg TK, Furunes H, Grundnes O, Brisby H, Indrekvam K. Comparison of 3 Different Minimally Invasive Surgical Techniques for Lumbar Spinal Stenosis: A Randomized Clinical Trial. JAMA Netw Open. 2022 Mar 1;5(3):e224291. doi: 10.1001/jamanetworkopen.2022.4291. PMID: 35344046.
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.