Leia mais:
Leia mais:
Insuficiência hepática aguda: o que médico precisa saber no atendimento de emergência? [podcast]
Cirurgiões transplantam coração de porco em paciente humano pela primeira vez
Primeiro transplante de rim de porco geneticamente alterado para humano é testado com sucesso nos Estados Unidos
Médicos austríacos realizam primeiro transplante de pulmão em paciente com Covid-19 da Europa
Software pode reduzir tempo no transporte de órgãos para transplante

Estudo americano aponta aumento de pacientes na fila e dos transplantes de fígado durante a pandemia

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Os registros de pacientes na lista de espera para transplantes de órgão relacionados com a hepatite alcoólica aumentaram durante a pandemia de Covid-19, além do número de transplantes de fígado, segundo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos e publicado na revista científica Jama Network em outubro. 

Os dois indicadores cresceram em mais de 50% e, nos dois casos, os cientistas apontam a possível relação com o aumento da venda de álcool durante o isolamento social.

Saiba mais: Perspectivas da máquina de perfusão hipotérmica no transplante hepático

Considerando o período de junho de 2020 a janeiro de 2021, o estudo apontou que tanto na lista de espera quanto nos transplantes os aumentos excederam os “valores previstos” em uma média de 59,5% e de 62,0%, respectivamente. 

“Embora não possamos confirmar a causalidade, esse estudo fornece evidências de um aumento alarmante da hepatite alcoólica associada ao aumento conhecido no uso indevido de álcool durante a pandemia de Covid-19. E ainda destaca a necessidade de intervenções de saúde pública em torno do consumo excessivo de álcool”, afirmou Maia S. Anderson, primeira autora do estudo. 

Entre os novos inscritos na lista de espera no período da pandemia, 37,3% eram mulheres e 62,7% eram homens. A proporção se manteve parecida com o verificado no período anterior à Covid-19. 

transplantes de fígado

Mais sobre o estudo 

Este estudo transversal descobriu que os registros da lista de espera de transplantes de fígado de doador falecido para hepatite alcoólica aumentaram significativamente durante a Covid-19, excedendo os volumes previstos pelas tendências pré-Covid-19 em mais de 50%, enquanto as tendências para consumo de álcool e doença hepática associada ao álcool permaneceram inalteradas. 

Embora não seja possível confirmar a causalidade, este aumento desproporcional em associação com o aumento das vendas de álcool pode indicar uma relação com aumentos conhecidos no uso indevido de álcool durante a pandemia. Como menos de 6% dos pacientes com hepatite alcoólica grave são listados para transplante, o aumento do volume da lista de espera durante a Covid-19 representa uma pequena fração do aumento da hepatite alcoólica, uma doença evitável com mortalidade em seis meses de até 70%. 

O estudo é limitado por sua natureza retrospectiva e mudanças na política de alocação e práticas do centro de transplante que podem ter afetado independentemente o registro da lista de espera de transplantes de fígado de doador falecido. Embora as mudanças na alocação em fevereiro de 2020 possam ter contribuído para aumentar os transplantes de fígado de doador falecido para hepatite alcoólica, o aumento simultâneo no registro da lista de espera apóia um aumento subjacente.

Ouça agora: Biofabricação de fígados a partir de células-tronco [podcast]

Embora o crescimento da adoção do transplantes de fígado de doador falecido precoce para hepatite alcoólica tenha elevado o número de registros na lista de espera e de transplantes de fígado de doador falecido para hepatite alcoólica nos últimos dois anos, isso não explicaria o aumento agudo durante a Covid-19 desproporcional às tendências pré-Covid. 

Este estudo fornece evidências de um crescimento alarmante na hepatite alcoólica associada ao aumento do uso indevido de álcool durante a Covid-19 e destaca a necessidade de intervenções de saúde pública em torno do consumo excessivo de álcool. 

Referências bibliográficas:

  

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.