Estudo avalia eficácia de vacinas da Pfizer e AstraZeneca contra variante delta

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

O surgimento da variante delta (B.1.617.2) do SARS-CoV-2 está sendo responsável pelo aumento do número de casos de Covid-19 em várias regiões do mundo, inclusive em áreas em que a epidemia parecia controlada.

Além da maior transmissibilidade e potencial maior tendência à ocorrência de casos graves, uma das preocupações é a possibilidade de perda de eficácia das vacinas sobre essa nova variante.

Um estudo publicado na The New England Journal of Medicine procurou avaliar a eficácia de duas vacinas disponíveis – Pfizer e AztraZeneca – contra doença sintomática pela nova variante.

Estudo avalia eficácia de vacinas da Pfizer e AstraZeneca contra variante delta

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Materiais e métodos

Para estimar o efeito da vacinação em relação à variante delta, foram utilizadas duas abordagens. Primeiro, os autores compararam o status vacinal de pessoas com Covid-19 sintomáticas com o de pessoas com sintomas compatíveis, mas com teste para SARS-CoV-2 negativo.

Para a análise secundária, a proporção de casos causados pela variante delta em relação à variante dominante (a variante Alfa no caso do estudo) foi estimada de acordo com o status vacinal. Os autores assumiram que, se a vacina fosse igualmente eficaz para ambas as variantes, a proporção de casos causados por cada variante seria semelhante entre vacinados e não vacinados. Se as vacinas fossem menos eficazes contra a variante delta, o esperado seria uma proporção maior de casos ocorrendo após 3 semanas da imunização do que entre não vacinados.

Os dados sobre o status vacinal foram retirados do registro nacional e classificados em com primeira dose (os com início dos sintomas após 21 dias ou mais da administração da primeira dose e até a véspera da segunda dose), com segunda dose (os com início dos sintomas ocorrendo 14 dias ou mais após administração da segunda dose) ou com primeira ou segunda dose (os com início de sintomas após 21 dias ou mais da primeira dose, incluindo qualquer período após a segunda dose).

Os dados dos resultados dos testes de RT-PCR para SARS-CoV-2 foram restritos aos de pessoas com 16 anos ou mais que relataram sintomas iniciados até 10 dias antes da realização do teste. Resultados negativos de pessoas nessas condições foram utilizados como controle. A identificação da variante foi realizada por meio de sequenciamento genético. À época, a variante Alfa correspondia a 98-100% dos casos identificados no Reino Unido, local onde o estudo foi conduzido.

Resultados

Para os casos dentro dos critérios de inclusão, foram identificados 19.109 casos, sendo 14.837 da variante Alfa e 4.272 da variante Delta.

Leia também: Variante delta da Covid-19 é tão contagiosa quanto a varicela, alerta CDC

A análise da efetividade, quando os dados para ambas as vacinas foram analisados em conjunto, mostrou redução importante após a primeira dose para casos causados pela variante Delta (30,7% com IC 95% = 25,2 – 35,7%) do que para os casos causados pela variante Alfa (48,7% com IC = 95% = 45,5 – 51,7%). Os resultados foram semelhantes entre as vacinas, com uma diferença absoluta na efetividade contra a variante Delta comparada com a variante Alfa de 11,9% com a Pfizer e de 18,7% com a AztraZeneca.

A diferença de efetividade foi menor entre as pessoas que receberam as duas doses de imunizante. Na análise combinada, a efetividade foi de 87,5% (IC 95% = 85,1 – 89,5%) com a variante Alfa e de 79,6% (IC 95% = 76,7 – 82,1%) com a variante Delta. Com a vacina da Pfizer, houve uma diferença considerada pequena na efetividade entre as variantes após as duas doses: 93,7% com a variante Alfa (IC 95% = 91,6 – 95,3%) vs. 88% com a variante Delta (IC 95% = 85,3 – 90,1%). A efetividade da vacina da AztraZeneca foi menor do que a da Pfizer, mas a diferença entre as variantes foi pequena, sendo de 74,5% para a variante Alfa (IC 95% = 68,4 – 79,4%) e de 67,0% (IC 95% = 61,3 – 71,8%).

Editorial: A variante delta e as vacinas para Covid-19

Mensagens práticas

  • Esse estudo sugere uma menor efetividade das vacinas Pfizer e Aztrazeneca contra a variante Delta após uma única dose do que quando comparada com a variante Alfa, mas a diferença absoluta da efetividade contra diferentes variantes foi considerada pequena após duas doses.
  • O estudo avaliou somente a efetividade da vacinação contra doença sintomática, sem informações sobre o impacto de diferentes variantes sobre a proteção contra doença grave, hospitalização, morte ou infecção assintomática.

Autora:

Referências bibliográficas:

  • Bernal, JL, Andrews, N, Gower, C, et al. Effectiveness of Covid-19 Vaccines against the B.1.617.2 (Delta) Variant. N Engl J Med 2021; 385:585-594 . doi: 10.1056/NEJMoa2108891
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar