Existe associação entre ambliopia e status nutricional em crianças?

A ambliopia está associada a maior risco de perda de visão no olho não afetado, desenvolvimento educacional menor e menos oportunidades de trabalho.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A ambliopia está associada a maior risco de perda de visão no olho não afetado, desenvolvimento educacional menor e menos oportunidades de trabalho. O tratamento é de baixo custo e simples, envolvendo o uso de tampão no olho não afetado, principalmente em crianças. Alguns artigos recentes mostram que a plasticidade neuronal presente em crianças pode ser facilitada em adultos pela restrição calórica. A restrição calórica, principalmente através do jejum intermitente, aumenta a plasticidade neuronal e a resistência aos produtos oxidativos. Os estudos mostram que crianças com ambliopia tem IMC alto se comparadas às outras, sugerindo que a grande ingestão calórica pode predispor à ambliopia.

ambliopia

Ambliopia e status nutricional

Os tecidos oculares contem grande concentração de minerais que desempenham um importante papel no funcionamento normal do sistema visual. Vitamina B12 e folato são necessários para síntese de DNA e divisão celular. B12 é necessária para mielinização neuronal e regeneração de terminais nervosos motores, redução da toxicidade do glutamato e melhora a condução nervosa. A conclusão é que vitamina B12 e folato são essenciais para o desenvolvimento cerebral.

Foi publicado estudo turco nos arquivos brasileiros de oftalmologia que avaliou as concentrações de folato, B12 e elementos inorgânicos em amostras de cabelo de crianças amblíopes e controles e comparados também os dados antropométricos e IMC.

O estudo foi realizado no departamento de oftalmopediatra da Universidade de Kocaeli na turquia, incluindo 32 crianças saudáveis e 46 crianças com ambliopia de 5 a 18 anos.

A ambliopia foi definida com uma diferença de pelo menos duas linhas de visão na tabela de Snellen sem doença orgânica, sendo categorizada em leve (AV≥0.6), moderada (AV <0.6 e ≥0.25), ou grave (AV <0.25).

Em relação à média do IMC, ela foi maior nas crianças com ambliopia grave (18.00 [16.80-21.05]) e menor na ambliopia leve (16.30 [14.22-19.40]). A concentração de vitamina B12 mostrou diferença estatística significativa entre os grupos de ambliopia subdivididos por gravidade e o grupo controle Não houve diferença entre as concentrações de folato. A média de B12 e folato era menor nos pacientes com ambliopia grave e maior nos com ambliopia leve.

A concentração de P, Se, Mo, I, Cr, B, and Be nas crianças amblíopes era significativamente menor que no grupo controle. A concentração de Se, Mo, I, B, and Be também foi estatisticamente diferente entre os grupos subdividos em gravidade e o grupo controle. Apesar das associações recentes entre ambliopia e IMC aumentado, os resultados nesse estudo não são consistentes provavelmente pelo pequeno tamanho da amostra.

As médias de B12 e folato também diminuíram conforme aumentava a gravidade da ambliopia mas provavelmente devido ao pequeno grupo é difícil comprovar essa relação. Os níveis de Mg e Ca em crianças amblíopes foi maior que nos controles porém sem significância estatística. O magnésio bloqueia o receptor de NMDA e o cálcio causa neurotoxicidade através dos receptores de NMDA. O desenvolvimento visual inclui a ativação de receptores NMDA, o que é inibido em altas concentrações de magnésio. A relação entre Ca, Mg, NMDA e ambliopia é discutida em artigos recentes.

O boro e o selênio são importantes elementos do mecanismo de defesa antioxidante. Neste estudo apresentaram níveis significativamente baixos nos pacientes amblíopes. Artigos recentes mostram que a deficiência de molibdênio pode levar ao hipotireoidismo. Nas crianças com ambliopia existe uma diminuição desse elemento. Estudos são necessários para determinar se existe alguma relação entre função tireoidiana e ambliopia.

A conclusão do artigo é que crianças amblíopes podem ter baixos níveis de selênio, iodo, boro, molibdênio e berílio, sugerindo que possa haver anormalidade no desenvolvimento visual por estresse oxidativo excessivo, hipotireoidismo ou ambos. Dessa forma os oftalmopediatras devem considerar o status nutricional nos diagnósticos de ambliopia.

É médico e quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Referências:

  • SUBASI, Sevgi et al . Evaluation of nutritional status in children with amblyopia. Arq. Bras. Oftalmol., São Paulo , v. 82, n. 2, p. 141-148, Mar. 2019 .
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Tags