FDA libera aplicativo para tratamento de pacientes com dependência química - PEBMED

FDA libera aplicativo para tratamento de pacientes com dependência química

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Food and Drug Administration (FDA), agência americana para controle de medicamentos, liberou o marketing do primeiro aplicativo desenvolvido para ajudar a tratar pacientes com dependência química, o reSET®.

A orientação do FDA é que o app seja usado junto com a terapia ambulatorial para tratar dependência de álcool, cocaína, maconha e estimulantes. O aplicativo não é indicado para tratar a dependência de opioides.

O reSET®, que contém um aplicativo para o paciente e um painel de controle do clínico, oferece terapia comportamental cognitiva aos usuários para ensinar habilidades que ajudam no tratamento da dependência química.

O programa utiliza uma série de incentivos para recompensar os pacientes pela adesão ao seu programa de tratamento.

Veja também: ‘FDA aprova polêmico dispositivo para tratar obesidade’

Ensaio clínico para aprovação

A FDA analisou os dados de um estudo clínico de 12 semanas com 399 pacientes que receberam tratamento padrão ou tratamento padrão + reSET®. Os dados mostraram um aumento estatisticamente significativo na adesão à terapia naqueles que utilizaram o aplicativo: 40,3% em comparação com 17,6% dos pacientes que não utilizaram o app.

O ensaio clínico não demonstrou a eficácia do uso do dispositivo reSET® em pacientes que relataram dependência de opioides. Os dados não indicaram quaisquer efeitos colaterais associados ao dispositivo.

Referências:

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar