Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Colunistas / Febre amarela: quando suspeitar?
médica explicando diagnóstico à pacciente

Febre amarela: quando suspeitar?

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: < 1 minuto.

Com destaque na mídia em decorrência do aumento da incidência no número de casos, a febre amarela é uma das doenças infecciosas que mais preocupam pela sua potencial gravidade. O diagnóstico diferencial inclui outras doenças infecciosas como dengue, chikungunya, malária. Cerca de metade das formas graves evoluem para o óbito.

As alterações laboratoriais inespecíficas incluem:

  • Plaquetopenia
  • Leucopenia
  • Aumento de transaminases
  • Bilirrubinas

Alteração da função renal e do coagulograma podem ocorrer nos casos mais graves.

Leia também: ‘Febre amarela e vacinação fracionada – o que precisamos saber’

Deve ser considerado caso suspeito indivíduo residente ou proveniente de área de risco nos últimos 15 dias, com febre relatada ou aferida por até sete dias, que não tenha comprovante de vacinação ou que a tenha recebido há menos de 30 dias, associada a pelo menos dois dos seguintes sintomas:

  • Cefaleia
  • Mialgia
  • Lombalgia
  • Calafrios
  • Náuseas
  • Icterícia
  • Manifestações hemorrágicas

Na forma grave pode haver icterícia intensa, hemorragias, oligoanúria e rebaixamento do nível de consciência.

A febre amarela é doença de notificação compulsória e imediata na suspeita. O diagnóstico pode ser realizado através de PCR até o quinto dia ou sorologia após o quinto.

Link para o guia completo:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/febre_amarela_guia_profissionais_saude.pdf

Autor:

2 comentários

  1. Avatar
    Gilberto Severino

    Estimado Dr. Diego Blanco,
    Solicito informações precisa de vacinação contra a febre amarela em Idosos
    Obrigado
    Gilberto Severino
    Médico

    • Diego Gomes Blanco
      Diego Gomes Blanco

      Olá Gilberto, a vacinação em idosos segue como contraindicação relativa , devendo ser avaliada a situação epidemiológica do local , comorbidades e uso de medicações, analisando risco de efeitos adversos da vacina x benefício da mesma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.