Fórum de sepse 2022: como monitorar a reposição de fluidos?

Durante o Fórum de Sepse 2022, o professor Jean Louis Teboul falou sobre como monitorarmos a reposição de fluidos na sepse.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Começou hoje o XVIII Fórum Internacional de Sepse em São Paulo. O evento tem o objetivo de compartilhar e discutir novidades com todos os profissionais interessados em sepse. O foco é trazer discussões para mudar a realidade da sepse em nosso país.

médico fazendo reposição de fluidos na sepse

Fluidos e choque séptico

O professor Jean Louis Teboul falou sobre como monitorarmos a reposição volêmica. Ele iniciou citando um artigo do professor Jean Louis Vincent que é uma ótima revisão do tema “Choque séptico”, em que são definidas quatro fases para abordagem ao choque:

  • Primeira fase (recuperação): o objetivo da terapia é atingir uma pressão arterial e um débito cardíaco mínimos compatíveis com a sobrevida imediata.
  • Segunda fase (otimização): o objetivo é aumentar a disponibilidade de oxigênio celular e há uma janela estreita de oportunidade para intervenções visando o estado hemodinâmico. Medidas de níveis de SvO2 e lactato podem ajudar a orientar a terapia, e o monitoramento do débito cardíaco deve ser considerado.
  • Terceira fase (estabilização): o objetivo é prevenir a disfunção orgânica, mesmo após a estabilidade hemodinâmica ter sido alcançada. O fornecimento de oxigênio aos tecidos não é mais o principal problema, e o suporte dos órgãos torna-se mais relevante.
  • Finalmente, na quarta fase (desmame), o objetivo é desmamar o paciente de agentes vasoativos e promover poliúria espontânea ou provocar a eliminação de líquidos por meio do uso de diuréticos ou ultrafiltração para atingir um balanço hídrico negativo.

O palestrante focou parte da sua palestra na necessidade de individualização da reposição volêmica, propondo repensarmos o clássico “30 mL/kg” de ressuscitação inicial. Como referência, trouxe um artigo de sua autoria que vale a leitura. Neste, há um fluxograma que sugere uma ressuscitação inicial com 10mL/Kg de cristaloide na primeira hora, seguido por ajustes de acordo com a resposta.

Para saber mais sobre monitorização hemodinâmica, ouça nosso podcast da parceria com ILAS com o professor Luciano Azevedo.

Mensagens práticas

Como mensagens práticas, o palestrante trouxe os seguintes pontos:

  • A fluidoterapia é importante na fase inicial quando a permeabilidade capilar não está muito alterada.
  • Durante as fases posteriores, relação benefício/risco deve ser cuidadosamente avaliada.
  • Enfim, quando conseguirmos controlar o choque, a remoção do fluido pode ser considerada para atingir um balanço hídrico negativo.
  • Sempre individualizar a fluidoterapia!
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão
#Vincent JV e Backer DD. Circulatory Shock. October 31, 2013. N Engl J Med 2013; 369:1726-1734. DOI: 10.1056/NEJMra1208943 #Jozwiak M, Hamzaoui O, Monnet X, Teboul JL. Fluid resuscitation during early sepsis: a need for individualization. Minerva Anestesiol, . 2018 Aug;84(8):987-992. doi: 10.23736/S0375-9393.18.12422-9. Epub 2018 Feb 14.