Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Coronavírus / Governo Federal divulga plano preliminar de vacinação contra a Covid-19
mão de médico com seringa de vacinação contra a covid-19

Governo Federal divulga plano preliminar de vacinação contra a Covid-19

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Governo Federal divulgou ontem, dia 1º, a estratégia preliminar do plano de vacinação contra a Covid-19 que está sendo desenvolvido. Neste primeiro momento, foram definidos os grupos prioritários de vacinação, que serão divididos em quatro fases. A estimativa é que essas fases englobem mais de 109 milhões de brasileiros, que receberão duas doses da vacina.

Além do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), participaram da discussão institutos de pesquisa, como a Fiocruz, o Butantan e o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), sociedades médicas e conselhos de saúde, representantes de secretarias de saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Todos participam da Câmara Técnica formada para elaboração do plano nacional de prevenção contra o novo coronavírus.

Leia também: Os longos passos na corrida vacinal contra a Covid-19

Fases de vacinação contra a Covid-19

Na primeira fase de vacinação terão prioridade os profissionais de saúde, pessoas com 75 anos ou mais, idosos acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e povos indígenas. Já a segunda fase incluirá todos os idosos de 60 a 74 anos.

Na fase 3 estarão pessoas que fazem parte do grupo de risco por terem comorbidades, como cardiopatas e doentes renais crônicos. Por fim, a quarta fase priorizará professores, agentes de segurança, trabalhadores do sistema prisional e população privada de liberdade.

A previsão é iniciar a distribuição no primeiro semestre de 2021, mas ainda não há uma data estimada. Também não houve ainda definição sobre a vacinação para o restante da população.

Vacinas disponíveis no Brasil

Até o momento, nenhuma vacina foi aprovada pela Anvisa. No Reino Unido, a primeira vacina foi aprovada hoje. No Brasil, o Governo possui parceria fechada com a Fiocruz/AstraZeneca, para produção e distribuição da conhecida como vacina de Oxford (100,4 milhões de doses), e com a Organização Mundial da Saúde (OMS), por meio do seu programa Covax Facility (42,5 milhões).

O Ministério da Saúde afirma que outras parcerias estão sendo discutidas, para que mais doses possam ser adquiridas ou produzidas no país.

Governos estaduais que já possuem outras parcerias, como São Paulo, com a Sinovac, e o Paraná e a Bahia, com o Instituto Gamaleya, ainda não divulgaram a previsão e estratégias da vacinação.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências bibliográficas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.