Página Principal > Pediatria > Hipertensão em crianças e adolescentes: nova diretriz indica melhores práticas
aparelho de medir pressão e medicamentos para hipertensão

Hipertensão em crianças e adolescentes: nova diretriz indica melhores práticas

Tempo de leitura: 2 minutos.

A American Academy of Pediatrics (AAP) atualizou suas recomendações de 2004 sobre diagnóstico, avaliação e manejo da hipertensão em crianças e adolescentes. Veja os keypoints abaixo:

Diagnóstico

Definições em crianças de 1 a 13 anos:

PA normal: < percentil 90 (com base na idade, sexo e altura)
PA elevada (pré-hipertensão): ≥ percentil 90 a < 95; ou > 120/80 mmHg
Hipertensão estágio 1: ≥ percentil 95 até < 95 +12 mmHg; ou 130/80 a 139/89 mmHg
Hipertensão estágio 2: definições de hipertensão arterial superior ao estágio 1

As definições em adolescentes são as mesmas que os limites superiores para crianças mais novas.

Avaliação

  • A pressão arterial deve ser verificada uma vez por ano em crianças com ≥ 3 anos. Em pacientes com obesidade ou outras condições de alto risco, recomenda-se avaliar a PA em todas as visitas ao pediatra.
  • Em crianças com > 5 anos com hipertensão por mais de 1 ano, suspeita de hipertensão do avental branco, condições de alto risco ou começando o tratamento farmacológico, recomenda-se a monitorização ambulatorial da PA.

Veja também: ‘Diretriz considera medida de pressão arterial obrigatória na rotina pediátrica’

A APP recomenda contra:

  • O monitoramento doméstico não deve ser usado para diagnosticar hipertensão.
  • Eletrocardiografia não é recomendada na avaliação da hipertensão infantil.
  • A avaliação extensiva não está indicada em crianças ≥ 6 anos se houver história familiar de obesidade ou se uma causa secundária de hipertensão não é suspeita.

Manejo

  • A ecocardiografia para avaliar hipertrofia ventricular esquerda é recomendada quando se considera a terapia medicamentosa.
  • A dieta DASH e um plano de exercícios físicos devem ser recomendados no momento do diagnóstico de hipertensão.
  • A terapia farmacológica deve ser iniciada em crianças e adolescentes que falharem na intervenção do estilo de vida.

Mais informações sobre o tratamento ambulatorial no jovem hipertenso você encontra no Whitebook. Clique aqui e baixe GRÁTIS!

*Esse artigo foi revisado pelo médico Eduardo Moura.

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.