Página Principal > Psiquiatria > Hipertensão na gestação pode aumentar risco de TDAH e autismo nos filhos?
hipertensão na gestação

Hipertensão na gestação pode aumentar risco de TDAH e autismo nos filhos?

Tempo de leitura: 1 minuto.

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) na gestação pode aumentar as chances de transtorno do espectro autista (TEA) e transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) nos filhos? Foi o que investigou um artigo publicado em junho no JAMA Psychiatry.

Para isso, pesquisadores realizaram uma revisão sistemática e meta-análise com dados do PubMed, CINAHL, Embase, PsycINFO e Web of Science, desde a origem até junho de 2017. Sessenta e um estudos de coorte e de caso-controle na língua inglesa foram incluídos, nos quais foram relatados HAS na gestação e neurodesenvolvimento.

LEIA MAIS: Hipertensão na gestação – visão do clínico

Hipertensão na gestação

Após os ajustes para multivariáveis, um diagnóstico de um distúrbio hipertensivo durante a gravidez foi associado a um risco aumentado para autismo (OR = 1,35) e TDAH (OR = 1,29). Pré-eclâmpsia, especificamente, foi associada a maiores chances de autismo (OR = 1,50) e TDAH (OR = 1,28).

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que é necessário maior vigilância de crianças expostas à hipertensão gestacional para permitir intervenções precoces que possam melhorar o desfecho do neurodesenvolvimento.

LEIA MAIS: Diagnóstico e tratamento de TDAH na idade pré-escolar

Referências:

  • Maher GM, O’Keeffe GW, Kearney PM, et al. Association of Hypertensive Disorders of Pregnancy With Risk of Neurodevelopmental Disorders in OffspringA Systematic Review and Meta-analysis. JAMA Psychiatry. Published online June 06, 2018. doi:10.1001/jamapsychiatry.2018.0854

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.