Página Principal > Emergências > Hipotermia x normotermia pós-parada cardíaca intra-hospitalar em crianças
monitor cardíaco na terapia intensiva

Hipotermia x normotermia pós-parada cardíaca intra-hospitalar em crianças

Tempo de leitura: 2 minutos.

Evidências da literatura demonstram que a hipotermia terapêutica apresenta melhora significativa da lesão neurológica e deve ser realizada em indivíduos comatosos (ou seja, que não apresentam resposta adequada aos comandos verbais) pós-parada cardíaca.

Ensaios recentes demonstraram que a prevenção da febre com a normotermia terapêutica é tão eficaz quanto a hipotermia terapêutica em populações adultas e pediátricas.

As diretrizes atuais recomendam hipotermia ou normotermia para o controle da temperatura pós-parada cardíaca extra-hospitalar em adultos e crianças. Contudo, os dados sobre o manejo da temperatura pós-parada cardíaca intra-hospitar são limitados.

Um ensaio clínico randomizado foi conduzido em unidades de terapia intensiva pediátricas em 37 hospitais infantis nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido. O estudo avaliou a eficácia da hipotermia terapêutica versus a normotermia terapêutica em crianças e adolescentes comatosos que foram reanimados pós-parada cardíaca no hospital.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Dentro de 6 horas após o retorno da circulação, crianças comatosas com idade superior a 48 horas e menores de 18 anos foram randomizadas para hipotermia terapêutica (temperatura alvo: 33,0 °C) ou normotermia terapêutica (temperatura alvo: 36,8 °C).

Entre os 327 pacientes que foram avaliados para sobrevida em 1 ano, observou-se que a taxa de sobrevida não apresentou diferença significativa entre o grupo de hipotermia e o grupo de normotermia (49% e 46%, respectivamente; risco relativo: 1,07; intervalo de confiança 95%: 0,85 a 1,34; p=0,56). A incidência de transfusão sanguínea, infecção e eventos adversos sérios, bem como a mortalidade em 28 dias, não diferiram significativamente entre os grupos.

O estudo observou que entre as crianças comatosas que sobreviveram à parada cardíaca no hospital a hipotermia terapêutica não conferiu um benefício significativo na sobrevida com um resultado funcional favorável em 1 ano, quando comparada com a normotermia terapêutica.

Você sabia? ‘Sobrevivência após parada cardíaca pediátrica intra-hospitalar é menor de madrugada’

Autor:

Referências:

  • Moler FW, Silverstein FS, Holubkov R, Slomine BS, Christensen JR, Nadkarni VM, et al. Therapeutic Hypothermia after Out-of-Hospital Cardiac Arrest in Children. N Engl J Med. 2015;376(4):318–29.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.