Página Principal > Cirurgia Plástica > Impacto das ferramentas online na prática médica
doutor checando os batimentos de um celular

Impacto das ferramentas online na prática médica

Tempo de leitura: 4 minutos.

Nosso último artigo do ano trata de um tema em ebulição. Como usar as mídias sociais a nosso favor? Em vários países o uso da internet é mais liberal. O Conselho Federal de Medicina no Brasil, entretanto, impõe regras que devem ser seguidas.

As redes sociais podem ajudar sua prática a se tornar mais conhecida. Ferramentas como uma publicação no Facebook, uma postagem no Instagram e as mensagens no Twitter facilitaram a comunicação aberta e compartilhamento pessoal de experiências.

Muitas pessoas optam por compartilhar sua experiência de cirurgia plástica através de simples transferências de fotos e vídeos através de smartphones, tablets e outros dispositivos portáteis acessíveis que podem publicar instantaneamente uma mensagem ou carregar conteúdo para que outras pessoas vejam.

Esta é uma oportunidade única de ter seu nome conhecido e expandir seu alcance através de conexões de “amigos” de mídias sociais. Muitas vezes os pacientes publicam algo sobre nosso trabalho com imediata reflexão sobre nosso volume de atendimento.

Mas nem tudo são flores.

A capacidade de estimular o interesse em novos procedimentos e tratamentos através de postagens ou críticas favoráveis ​​é óbvia, mas e o impacto sobre os comentários negativos? Sites que permitem a publicação gratuita de comentários positivos – incluindo fóruns – também fornecem aos usuários a capacidade de publicar comentários negativos sobre um tratamento ou prática específicos. Para o cirurgião plástico, manipular essas críticas negativas de forma construtiva é essencial.

Por exemplo, considere o paciente que publica um comentário sobre seu descontentamento com a cicatrização resultante em apenas 10 dias no pós-operatório. Uma resposta online adequada do médico tentaria educar esse paciente no tempo esperado para que a cicatriz melhorasse e amadurecesse para seu estado final. Tal resposta permite que o médico demonstre seu conhecimento e atenção a problemas centrados no paciente. Embora esta atividade requeira tempo e esforço, pode transformar uma declaração negativa em um reflexo positivo de sua prática.

As mídias sociais ainda estão evoluindo e é certo que muitas mudanças estão por vir. Como mencionado anteriormente, a capacidade de alcançar os pacientes de forma significativa através das mídias sociais foi demonstrada. No entanto, ainda não está claro se a participação em redes sociais tornou-se uma necessidade absoluta para todo cirurgião plástico que busque desenvolver sua prática.

Tradicionalmente, muitas pessoas que escolhem a cirurgia plástica valorizaram o máximo de discrição e o crescimento da prática dependia fortemente do boca-a-boca. Isso desafia a noção emergente de que é preciso se envolver ativamente em atividades online e mídias sociais para atrair pacientes. Muitos cirurgiões com práticas principalmente dedicadas aos procedimentos faciais podem sentir que a discrição na esfera pública ainda é mais apropriada.

Esses tipos de práticas geralmente servem para uma população de pacientes mais antiga e mais reservada que pode estar menos inclinada a usar a Internet para encontrar um cirurgião, menos propensos a se envolver em mídias sociais e mais propensos a selecionar um cirurgião com base em recomendações de boca-a-boca e reputação local. No entanto, pode esperar-se que tudo isso mude no futuro próximo, já que a população com idade superior a 50 anos se torna mais confortável e comprometida com a Internet e as mídias sociais.

Outra área preocupante é manter a confidencialidade na era das ferramentas de rede online. A revisão cuidadosa de todas as informações compartilhadas pela prática através das mídias sociais é essencial para evitar qualquer violação de confidencialidade.

O futuro

Durante muitos anos, foi considerado tabu para os cirurgiões plásticos anunciarem ou envolverem o público sobre seus serviços. Hoje, a maioria concorda que é razoável e ético informar o público sobre quem você é e o que faz e fornecer detalhes sobre suas qualificações pessoais e os procedimentos cirúrgicos que você executa. As maneiras pelas quais nós comunicamos essa informação continuará evoluindo. Embora as redes sociais de hoje possam eventualmente ser substituídas por outros, parece que as mídias sociais estão aí para ficar. As estratégias ideais para o envolvimento ainda não está claro. No entanto, essas estratégias provavelmente se tornarão ainda mais importantes no futuro. É imperativo que a comunidade de cirurgia plástica permaneça na vanguarda deste meio de marketing potencialmente poderoso.

Obrigado por nos acompanhar em 2017! Um ótimo ano novo a todos!

É médico e também quer ser colunista do Portal PEBMED? Clique aqui e inscreva-se!

Autor:

Referências:

  • Jejurikar SS, Rovak JM, Kuzon WM, Chung KC, Kotsis SV, Cederna PS (2002) Evaluation of plastic surgery information on the internet. Ann Plast Surg 49:460–465
  • Gordon JB, Barot LR, Fahey AL, Matthews MS (2001) The Internet as a source of information on breast augmentation. Plast Reconstr Surg 107:171–176
  • Domanski MC, Cavale N (2012) Self-reported “worth it” rating of aesthetic surgery in social media. Aesthet Plast Surg 36:1292–1295
  • Szychta P, Zielinski T, Rykala J, Witmanowski H, Kruk-Jeromin J (2012) Role of the internet in communication between patient and surgeon before rhinoplasty. J Plast Surg Hand Surg 46:248–251
  • Zaidi FH, Jones CA (2009) Informing patients: oculoplastic surgery and the internet. Eye 23:2090–2093
  • Parikh AR, Kok K, Redfern B, Clarke A, Withey S, Butler PE (2006) A portal to validated websites on cosmetic surgery: the design of an archetype. Ann Plast Surg 57:350–352
  • Smarrito S, Mitrofanoff M, Haddad R, Pavy B (2003) Do we need a chart of quality for websites related to cosmetic surgery? Ann Chir Plast Esthet 48:222–227
  • Liao LM, Taghinejadi N, Creighton SM (2012) An analysis of the content and clinical implications of online advertisements for female genital cosmetic surgery. BMJ Open.

Um comentário

  1. Sílvia Letícia Dutra Soares

    Parabéns a todos do pebmed, descobri vocês recentemente e estou viciada em seus artigos e demais publicações. Que todos tenham Boas festas e um ano novo repleto de bênçãos e muita luz!! Ano que vem estarei colada no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.