Página Principal > Ginecologia e Obstetrícia > Impacto na cognição infantil do tratamento do hipotireoidismo na gravidez
mulher gravida em consulta com medico

Impacto na cognição infantil do tratamento do hipotireoidismo na gravidez

O hipotireoidismo subclínico tem sido definido bioquimicamente pela presença de níveis séricos elevados do hormônio estimulador da tireoide em face de concentrações séricas normais dos hormônios tireoidiano.

Segundo dados da literatura, a doença da tireoide subclínica durante a gravidez está associada a efeitos adversos, tanto para a gestante quanto para o feto, incluindo o desenvolvimento neuropsicológico do concepto com repercussões sobre o quociente de inteligência (QI).

Não existe consenso se o tratamento com levotiroxina em mulheres com hipotireoidismo subclínico e hipotiroxinemia durante a gravidez melhora a função cognitiva em seus filhos.

Casey e colaboradores realizaram um ensaio clínico randomizado, placebo-controlado, com o objetivo de avaliar o efeito do rastreamento e substituição de tiroxina durante a gravidez sobre o QI de crianças aos 5 anos de idade. Mulheres com gestação única que apresentaram cuidados pré-natais antes de 20 semanas de gravidez foram convidadas a submeter a triagem da tireoide para avaliar a ocorrência de hipotireoidismo subclínico e hipotiroxinemia. Em ensaios separados para as duas condições, as mulheres foram randomizadas para receber levotiroxina ou placebo.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Um total de 677 mulheres com hipotireoidismo subclínico foi submetida à randomização em média de 16,7 semanas de gestação e 526 com hipotiroxinemia com uma média de 17,8 semanas de gestação. No ensaio de hipotireoidismo subclínico, a mediana do escore de QI das crianças foi 97 (intervalo de confiança de 95% [IC 95%]: 94 a 99) no grupo com levotiroxina e 94 (IC 95%: 92 a 96) no grupo placebo (p=0,71). No estudo de hipotiroxinemia, a mediana do escore de QI foi 94 (IC 95%: 91 a 95) no grupo de levotiroxina e 91 (IC 95%: 89 a 93) no grupo placebo (p=0,30). Em cada ensaio, as pontuações de QI faltaram para 4% das crianças.

O estudo mostrou que o tratamento para hipotireoidismo subclínico ou hipotiroxinemia com início entre 8 e 20 semanas de gestação não apresentou resultados cognitivos melhores em crianças com 5 anos de idade quando comparado a nenhum tratamento para essas condições.

Autora:

Referência:

  • Casey, B. M., Thom, E. A., Peaceman, A. M., Varner, M. W., Sorokin, Y., Hirtz, D. G., … VanDorsten, J. P. (2017). Treatment of Subclinical Hypothyroidism or Hypothyroxinemia in Pregnancy. New England Journal of Medicine, 376(9), 815–825. https://doi.org/10.1056/NEJMoa1606205

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.