Leia mais:
Leia mais:
Casos de insônia entre profissionais da saúde aumentam durante a pandemia
Estudo sugere rotina de sono para as crianças
Quais os efeitos dos “medicamentos Z” para pessoas com demência?
Insônia na infância pode persistir até a adolescência
IMC mais alto pode ter relação com variação e duração do sono?

Insônia não deve ser encarada como normal em idosos

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Um trabalho divulgado por pesquisadores da Universidade de Michigan em 2017 mostra como idosos encaram a insônia e o impacto em suas vidas. Foi perguntado se possuíam prejuízo do sono, o que eles achavam que era a causa e como lidavam com isso.

Quando perguntados se tinham problemas regulares para dormir, 46% afirmaram que sim, sendo que 15% possuiam problemas para dormir em três ou mais noites por semana. Quando perguntados sobre o que consideram a principal razão de sua dificuldade de dormir, metade afirmou que atribuíam às idas ao banheiro na madrugada (o que geralmente ocorre quando há incontinência urinaria e hiperplasia prostática benigna, situações passíveis de tratamento).

Bateu uma dúvida? O Whitebook refresca sua memória com conteúdos atualizados. Baixe aqui o nosso app.

Embora apenas 54% dos pacientes considerem que a insônia é algo que deva ser discutido com seu médico, mesmo dentro desse grupo 62% disseram que o médico conseguiu ajudá-lo (31% receberam conselhos que não foram úteis e 7% nenhum conselho).

Foi relatado que idosos comumente não informam a seus médicos sobre as dificuldades para dormir, mas pensam que é uma característica do envelhecimento e não algo do qual podem se queixar e ser ajudados.

Dentre os pacientes com problemas para dormir por três ou mais vezes por semana, 60% fazem uso de medicação para dormir. São usados:

  • Analgésicos
  • Fitoterápicos
  • Indutores do sono
  • Fórmulas não prescritas, como anti-histamínicos (essas sim as mais usadas)

O prejuízo do sono em idosos aumenta a chance de déficit cognitivo e queda, situações que pioram ainda mais a qualidade de vida dessa população. O médico assistente deve estar atento e perguntar ao paciente sobre seu sono, sua qualidade de vida e pensar em como atuar na causa do problema, evitando a polifarmácia. Pacientes devem ser orientados sobre riscos de medicações sem prescrição e encorajados a realizar higiene do sono.

É médico e também quer ser colunista da PEBMED? Clique aqui e inscreva-se!

Autora:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Um comentário

  1. Stress ocorre em parcela significativa como antecedente em distúrbios do sono.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar