Leia mais:
Leia mais:
Refluxo laringofaríngeo refratário pode estar relacionado a ansiedade e/ou depressão?
Pesquisadores avaliam excesso de suicídios no Brasil na primeira onda de Covid-19
Alta prevalência de depressão, ansiedade e estresse pós-traumático após covid-19 no Brasil
Depressão: recomendações da Comissão Mundial de Psiquiatria do The Lancet
Adultos também podem apresentar depressão pelo uso de redes sociais

Maconha na adolescência aumenta risco de depressão na vida adulta?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A maconha é uma das drogas mais usadas no Brasil e no mundo, principalmente entre os jovens. Diversos estudos já analisaram os bons e maus efeitos do consumo da droga, mas o debate está longe do fim. Um recente artigo, publicado no JAMA Psychiatry, avaliou a associação entre usar maconha na adolescência e o risco de depressão, ansiedade e suicídio no jovem adulto.

Para o estudo, pesquisadores utilizaram as bases do Medline, Embase, CINAHL, PsycInfo e Proquest Dissertations and Theses, desde a origem até janeiro de 2017. Foram selecionados estudos longitudinais e prospectivos, avaliando o uso de cannabis em adolescentes (menores de 18 anos) e o desenvolvimento de depressão na idade adulta (18 a 32 anos).

Infarto: risco de morte é maior em adultos jovens que usam maconha ou cocaína

maconha

Maconha e depressão

No total, 11 estudos com 23.317 indivíduos foram incluídos na análise. Na comparação entre grupos (usuários x não usuários), o risco para os participantes que usaram maconha foi:

  • Depressão: 1,37 (IC de 95%: 1,16 a 1,62; I² = 0%)
  • Ansiedade: 1,18 (IC de 95%: 0,84 a 1,67; I² = 42%) – não significativo
  • Ideação suicida: 1,50 (IC de 95%: 1,11 a 2,03; I² = 0%)
  • Tentativa de suicídio: 3,46 (IC de 95%: 1,53 a 7,84; I² = 61,3%)

Conclusões

Para os autores, o alto número de adolescentes que usam maconha representa um grande número de jovens adultos que poderão eventualmente desenvolver depressão e tendências suicidas: “Este é um importante problema de saúde pública, que deve ser devidamente abordado pela política de saúde”, concluem os pesquisadores.

Leite de mães usuárias de maconha pode conter componentes da droga

Maconha e síndrome de Takotsubo

Em outro estudo (observacional) americano, pesquisadores encontraram evidências de que o uso ativo da maconha dobra o risco de ocorrência de cardiomiopatia de Takotsubo, também conhecida como síndrome do coração partido. Adicionalmente, os usuários de maconha apresentaram maior propensão a ter doenças psiquiátricas ou vício em outras substâncias. Veja o estudo aqui.

Referências:

  • Gobbi G, Atkin T, Zytynski T, et al. Association of Cannabis Use in Adolescence and Risk of Depression, Anxiety, and Suicidality in Young Adulthood: A Systematic Review and Meta-analysis. JAMA Psychiatry. Published online February 13, 2019. doi:10.1001/jamapsychiatry.2018.4500
Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Um comentário

    1. Mauricio Fermandes

      Gostaria de saber deste em como deixar de ingerir medicamento halopata para a síndrome do pânico invertendo para o holístico/natural, sabendo-se que as crises são fortes e precisam ser controladas a partir da recaptação (urgente) da serotonina e regularização do equilíbrio. O que realmente substitui esses antidepressivos??

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.