Psiquiatria

Maconha na adolescência aumenta risco de depressão na vida adulta?

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A maconha é uma das drogas mais usadas no Brasil e no mundo, principalmente entre os jovens. Diversos estudos já analisaram os bons e maus efeitos do consumo da droga, mas o debate está longe do fim. Um recente artigo, publicado no JAMA Psychiatry, avaliou a associação entre usar maconha na adolescência e o risco de depressão, ansiedade e suicídio no jovem adulto.

Para o estudo, pesquisadores utilizaram as bases do Medline, Embase, CINAHL, PsycInfo e Proquest Dissertations and Theses, desde a origem até janeiro de 2017. Foram selecionados estudos longitudinais e prospectivos, avaliando o uso de cannabis em adolescentes (menores de 18 anos) e o desenvolvimento de depressão na idade adulta (18 a 32 anos).

Infarto: risco de morte é maior em adultos jovens que usam maconha ou cocaína

Maconha e depressão

No total, 11 estudos com 23.317 indivíduos foram incluídos na análise. Na comparação entre grupos (usuários x não usuários), o risco para os participantes que usaram maconha foi:

  • Depressão: 1,37 (IC de 95%: 1,16 a 1,62; I² = 0%)
  • Ansiedade: 1,18 (IC de 95%: 0,84 a 1,67; I² = 42%) – não significativo
  • Ideação suicida: 1,50 (IC de 95%: 1,11 a 2,03; I² = 0%)
  • Tentativa de suicídio: 3,46 (IC de 95%: 1,53 a 7,84; I² = 61,3%)

Conclusões

Para os autores, o alto número de adolescentes que usam maconha representa um grande número de jovens adultos que poderão eventualmente desenvolver depressão e tendências suicidas: “Este é um importante problema de saúde pública, que deve ser devidamente abordado pela política de saúde”, concluem os pesquisadores.

Leite de mães usuárias de maconha pode conter componentes da droga

Maconha e síndrome de Takotsubo

Em outro estudo (observacional) americano, pesquisadores encontraram evidências de que o uso ativo da maconha dobra o risco de ocorrência de cardiomiopatia de Takotsubo, também conhecida como síndrome do coração partido. Adicionalmente, os usuários de maconha apresentaram maior propensão a ter doenças psiquiátricas ou vício em outras substâncias. Veja o estudo aqui.

Referências:

  • Gobbi G, Atkin T, Zytynski T, et al. Association of Cannabis Use in Adolescence and Risk of Depression, Anxiety, and Suicidality in Young Adulthood: A Systematic Review and Meta-analysis. JAMA Psychiatry. Published online February 13, 2019. doi:10.1001/jamapsychiatry.2018.4500
Compartilhar
Publicado por
Vanessa Thees

Posts recentes

PEBMED e Saúde Global: gestão de resultados em clínicas e consultórios

No episódio de hoje, saiba mais sobre as vantagens de implantar um modelo de gestão…

35 minutos atrás

Drogas vasoativas: 10 dicas para uso no paciente grave com hipotensão

Hipotensão é uma das condições mais comuns no paciente grave, além de estar associada a…

2 horas atrás

Interrupção do uso de antidepressivo: como diferenciar recaída ou recorrência de síndrome de retirada?

É essencial diferenciar a síndrome de retirada da recaída ou recorrência já que a sintomatologia…

3 horas atrás

Tratamento de vaginose bacteriana: qual a eficácia do gel de fosfato de clindamicina 2%?

Um estudo teve o objetivo de avaliar a eficácia do gel de clindamicina vaginal comparado…

4 horas atrás

“Covid Zero”: políticas mais rigorosas de controle da pandemia pioram a saúde mental da população?

Estudo comparou o grau de restrição das políticas de enfrentamento à covid com escores de…

5 horas atrás

Suplementação de cálcio e estenose aórtica

Estudo mostrou que a suplementação de cálcio está ligada à queda da qualidade da função…

7 horas atrás