Página Principal > Cardiologia > Medicamentos que devem ser evitados em pacientes com insuficiência cardíaca
insuficiência cardíaca

Medicamentos que devem ser evitados em pacientes com insuficiência cardíaca

Tempo de leitura: 4 minutos.

Pacientes com insuficiência cardíaca são sensíveis a medicamentos utilizados na prática clínica diária. Muitos desses pacientes acabam recebendo esses medicamentos, exacerbando a doença e muita das vezes levando a aumento de morbidade e mortalidade. Estar atento a essas particularidades é dever do médico assistente.

Anti-inflamatórios e corticoides

O principal mecanismo de descompensação dessas drogas é a retenção de sódio, os anti-inflamatórios não-esteroidais podem ainda gerar vasoconstrição periférica e reduzir os efeitos dos IECA e BRA.

Antidiabéticos

Tanto a metformina quanto as glitazonas devem ser usadas com cautela em pacientes com IC, e evitadas nas classes funcionais mais elevadas (NYHA III e IV). A metformina pode causar acidose lática nesses pacientes ao passo que as glitazonas favorecem a retenção de sódio.

Leia maisNovo escore prognóstico para pacientes com insuficiência cardíaca aguda

Inibidores da fosfodiesterase: Inibidores da fosfodiesterase 3 e 4 estão relacionados a aumento de mortalidade na IC, o Cilostazol, aprovado para uso na DAOP, deve ser evitado uma vez que não há comprovação de seu impacto negativo na doença e as outras drogas das classes são contraindicadas. Inibidores da fosfodiesterase 5 como o silfenafil, tadalafila provocam vasodilatação pulmonar e queda da PA arterial, são medicamentos contraindicados em pacientes em uso de nitrato, portanto seu uso na IC deve ser cauteloso.

Bloqueadores dos canais de cálcio

O efeito inotrópico negativo dos bloqueadores de canais de cálcio pode se deletério em pacientes com IC fração de ejeção reduzida, entretanto, bloqueadores dihidropiridínicos, como o anlodipino, parecem não ter efeito deletério na IC podendo ser acrescentados ao esquema terapêutico quando necessário.

Sulfametoxazol-trimetoprim

O famoso antibiótico utilizado em cistites não complicadas deve ser evitado ou usado com muita cautela em pacientes com IC, isso porque a combinação entre este medicamento e os IECA ou BRA podem gerar hipercalemia e morte súbita. Em pacientes que utilizam a espironolactona o uso concomitante com o antibiótico também pode favorecer ao quadro de hipercalemia.

Antidepressivos

Alguns estudos sugerem que antidepressivos tricíclicos, por ter efeito cronotrópico negativo e potencialmente pró-arrítmico, seriam prejudiciais na IC, porém o que se vê realmente é um impacto muito mais negativo da depressão na doença cardíaca, e a intercorrência mais comum nesses pacientes é a sensação de palpitação.

Antiarrítmicos

Essas drogas em geral são contraindicadas em pacientes com IC pelos seus efeitos pró-arrítmicos e cronotrópico negativo, drogas como sotalol e propafenona devem ser evitados na IC. A amiodarona é considerada mais segura nesses pacientes, sendo o antiarrítmico de escolha nesses casos.

Quimioterápicos

Alguns agentes antineoplásicos são direta ou indiretamente cardiotóxicos e devem ser utilizados com cautela ou evitados em pacientes com IC. Outras drogas que devem ser evitadas em pacientes com IC e seus efeitos deletérios serão citadas a seguir:

Beta 2 agonistas: Aumento da atividade simpática, hipocalemia, taquiarritmias;
Derivados da ergotamina: Aumento da atividade simpática, fibrose valvar;
Antipsicóticos e anti-histamínicos: Prolongamento do QT, arritmias;
Carbamazepina: Cronotrópico negativo e bradiarritmia;
Anfetaminas: Aumento da atividade simpática, hipertensão, taquiarritmias.

Aniversário PEBMED: assine o Whitebook e ganhe benefícios

Autor:

Referências:

  • Peters CM, O’Neill JO, Young JB, Bott-Silverman C. Is there an association between ephedra and heart failure? a case series. J Card Fail 2005; 11:9.
  • Webster LJ, Michelakis ED, Davis T, Archer SL. Use of sildenafil for safe improvement of erectile function and quality of life in men with New York Heart Association classes II and III congestive heart failure: a prospective, placebo-controlled, double-blind crossover trial. Arch Intern Med 2004; 164:514.
  • Lewis GD, Shah R, Shahzad K, et al. Sildenafil improves exercise capacity and quality of life in patients with systolic heart failure and secondary pulmonary hypertension. Circulation 2007; 116:1555.
    Amabile CM, Spencer AP. Keeping your patient with heart failure safe: a review of potentially dangerous medications. Arch Intern Med 2004; 164:709.
  • Gislason GH, Rasmussen JN, Abildstrom SZ, et al. Increased mortality and cardiovascular morbidity associated with use of nonsteroidal anti-inflammatory drugs in chronic heart failure. Arch Intern Med 2009; 169:141.
  • Masoudi FA, Wang Y, Inzucchi SE, et al. Metformin and thiazolidinedione use in Medicare patients with heart failure. JAMA 2003; 290:81.
  • Page RL 2nd, O’Bryant CL, Cheng D, et al. Drugs That May Cause or Exacerbate Heart Failure: A Scientific Statement From the American Heart Association. Circulation 2016; 134:e32.
  • WRITING COMMITTEE MEMBERS, Yancy CW, Jessup M, et al. 2013 ACCF/AHA guideline for the management of heart failure: a report of the American College of Cardiology Foundation/American Heart Association Task Force on practice guidelines. Circulation 2013; 128:e240.
  • Gentry CA, Nguyen AT. An evaluation of hyperkalemia and serum creatinine elevation associated with different dosage levels of outpatient trimethoprim-sulfamethoxazole with and without concomitant medications. Ann Pharmacother 2013; 47:1618.
  • Michel A, Martín-Pérez M, Ruigómez A, García Rodríguez LA. Risk factors for hyperkalaemia in a cohort of patients with newly diagnosed heart failure: a nested case-control study in UK general practice. Eur J Heart Fail 2015; 17:205.
  • Antoniou T, Gomes T, Mamdani MM, et al. Trimethoprim-sulfamethoxazole induced hyperkalaemia in elderly patients receiving spironolactone: nested case-control study. BMJ 2011; 343:d5228.
  • Fralick M, Macdonald EM, Gomes T, et al. Co-trimoxazole and sudden death in patients receiving inhibitors of renin-angiotensin system: population based study. BMJ 2014; 349:g6196.
  • Antoniou T, Hollands S, Macdonald EM, et al. Trimethoprim-sulfamethoxazole and risk of sudden death among patients taking spironolactone. CMAJ 2015; 187:E138.
  • Swenson JR, Doucette S, Fergusson D. Adverse cardiovascular events in antidepressant trials involving high-risk patients: a systematic review of randomized trials. Can J Psychiatry 2006; 51:923.
  • Packer M, Carver JR, Rodeheffer RJ, et al. Effect of oral milrinone on mortality in severe chronic heart failure. The PROMISE Study Research Group. N Engl J Med 1991; 325:1468.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.