Página Principal > Emergências > Ministério da Saúde alerta sobre suspeita de surto de febre amarela no país

Ministério da Saúde alerta sobre suspeita de surto de febre amarela no país

Tempo de leitura: 2 minutos.

Um surto de febre amarela pode estar atingindo o país, segundo o Ministério da Saúde. Até a última sexta-feira, 6, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) foi notificada, já haviam 13 casos suspeitos de infecção desde dezembro, com seis mortes, em algumas cidades mineiras e no interior de São Paulo. Outro indicativo de circulação do vírus da doença é a morte de primatas, que aumentou na região de São Paulo. A investigação para comprovar se as infecções e as mortes foram causadas pela febre amarela ainda está em andamento e não tem prazo para conclusão.

A orientação do Ministério é que as pessoas que moram em áreas de risco e não estão vacinadas, e pessoas com doenças que afetam o sistema imunológico procurem um posto de saúde para se informar sobre a imunização. Governantes de algumas regiões de Minas Gerais já estão preparando campanhas de vacinação.

Os sintomas da doença incluem calafrios, dor de cabeça, cores nas costas e no corpo, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.  Outros sintomas, em casos graves (cerca de 20-50% dos doentes), também podem envolver febre alta, coloração amarelada da pele e do branco dos olhos, hemorragia, e choque e insuficiência de múltiplos órgãos.

Veja também:‘Novo calendário nacional de vacinação do Ministério da Saúde para 2017’

O ciclo silvestre de transmissão acontece com primatas e mosquitos. De acordo com o Centro de Informação em Saúde para Viajantes (Cives) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), as regiões de risco no Brasil são: todos os municípios das regiões Norte e Centro-Oeste e dos estados do Maranhão e de Minas Gerais; e determinadas regiões da Bahia, Piauí, Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. As pessoas que viajarão para esses lugares também devem ser imunizadas.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.