Leia mais:
Leia mais:
Ceftriaxone ou penicilina para tratamento de neurossífilis?
Pacientes alérgicos a penicilina podem usar cefalosporinas?
Quais infecções dermatológicas devem ser abordadas na atenção primária?
Ministério Público vai investigar o desabastecimento de penicilina no país
O que perguntar para descobrir se o paciente é realmente alérgico à penicilina

Ministério Público vai investigar o desabastecimento de penicilina no país

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minuto.

Os hospitais do Brasil estão sofrendo com a falta de penicilina benzatina (Bezentacil), antibiótico usado no tratamento da sífilis, além da febre reumática e a faringite bacteriana em crianças.

Como já falamos por aqui, um levantamento feito em 2016 pelo Ministério da Saúde indicou que 60,7% dos estados relataram falta de penicilina. Os baixos estoques do medicamento afetam, principalmente, a rede pública de saúde do Brasil.

Para a ANVISA, a causa desse desabastecimento, que está acontecendo também em outros países do mundo, seria o encerramento das atividades da principal fornecedora da matéria-prima usada na fabricação do Benzetacil, prejudicando a maior produtora do fármaco no Brasil.

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) culpa também o desinteresse da indústria local e a inexistência de uma regulação que garanta a produção da penicilina benzatina.

Como medida de emergência, o Ministério da Saúde liberou uma nota orientando os profissionais da rede pública a priorizar o uso da penicilina para pacientes gestantes com sífilis e crianças com sífilis congênita; e doxiciclina (apenas para não gestantes) e ceftriaxona (gestantes ou não) como alternativas para o tratamento de sífilis primária, secundária, latente recente e tardia.

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar