Nem toda dieta vegetariana é boa para o coração

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Dietas vegetarianas são recomendadas para a prevenção de doença arterial coronariana (DAC). No entanto, nem todos os alimentos vegetais são necessariamente benéficos para a saúde. Um novo estudo, publicado no Journal of the American College of Cardiology, examinou essa associação.

Para isso, pesquisadores reuniram dados sobre a frequência alimentar de 73.710 mulheres no NHS (Nurses’ Health Study, 1984 a 2012), 92.329 mulheres no NHS2 (1991 a 2013) e 43.259 homens do Health Professionals Follow-up Study, 1986 a 2012), livres de doenças crônicas no baseline.

Os dados foram consolidados em 18 grupos de alimentos e em três categorias maiores (alimentos vegetais saudáveis, alimentos vegetais menos saudáveis e alimentos animais). Os pesquisadores criaram um índice de dieta saudável com base em vegetais, no qual alimentos mais saudáveis (grãos integrais, frutas/vegetais, legumes, nozes, óleos, chá/café) receberam pontuações positivas, enquanto os menos saudáveis (sucos/bebidas açucaradas, grãos refinados, batatas/batatas fritas, doces) e alimentos animais receberam pontuações negativas.

Saiba mais: ‘Alimentos e a saúde cardiovascular: o que faz bem?’

Foram documentados 8.631 incidentes de DAC. Na análise multivariada combinada, maior adesão às dietas vegetarianas foi associada a menor risco de DAC (hazard ratio [HR]: 0,92; intervalo de confiança [IC] de 95%: 0,83 a 1,01; p = 0,003). Esta associação foi mais forte para dietas vegetarianas mais saudáveis (HR: 0,75; IC 95%: 0,68 a 0,83; p <0,001). Por outro lado, as menos saudáveis foram positivamente associadas com DAC (HR: 1,32; IC 95%: 1,20 a 1,46; p <0,001).

Pelos resultados, os pesquisadores concluíram que a adesão a uma dieta rica em alimentos vegetais mais saudáveis está associada a um risco substancialmente menor de DAC, enquanto uma dieta à base de vegetais menos saudáveis está associado a maior risco de DAC.

Veja também: ”Dieta sem glúten, risco cardiovascular e uma extrapolação’

Referências:

  • Healthful and Unhealthful Plant-Based Diets and the Risk of Coronary Heart Disease in U.S. Adults. Ambika Satija, Shilpa N. Bhupathiraju, Donna Spiegelman, Stephanie E. Chiuve, JoAnn E. Manson, Walter Willett, Kathryn M. Rexrode, Eric B. Rimm, Frank B. Hu. Journal of the American College of Cardiology Jul 2017, 70 (4) 411-422; DOI: 10.1016/j.jacc.2017.05.047

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tags

Entrar | Cadastrar