Página Principal > Cardiologia > Novo escore mostra boa acurácia para prever doenças cardiovasculares em jovens
estetoscópio em cima de uma receita médica

Novo escore mostra boa acurácia para prever doenças cardiovasculares em jovens

Em artigo publicado no JAMA Internal Medicine, o novo escore HHS (Healthy Heart Score), mostrou-se uma boa ferramenta para avaliação de riscos e aconselhamento para a prevenção primária de doenças cardiovasculares, principalmente em indivíduos sem sinais clínicos tradicionais.

O HHS é um questionário que inclui idade, status de tabagismo, índice de massa corporal e comportamentos de exercício auto-relatados (horas/semana), consumo de álcool (g/dia) e consumo dietético (por exemplo, frutas, vegetais, carne vermelha, bebidas açucaradas, etc).

Para demonstrar a eficácia do novo escore, pesquisadores realizaram um estudo de coorte prospectivo, que incluiu 4.893 adultos (59,4% mulheres) dos EUA com idades entre 18 e 30 anos. Os participantes passaram por avaliações a cada seis meses durante uma mediana de 27 anos.

Ocorreram 64 eventos de doença cardiovascular aterosclerótica entre as mulheres e 99 entre os homens. O HHS mostrou discriminação moderada para a avaliação do risco nesta população diversa de adultos jovens, na sua maioria saudáveis (0,71; IC de 95%: 0,66-0,76), com resultados próximos ao escore de Framingham.

Conheça também: ‘Novo escore prediz risco de recidiva de TVP em mulheres’

O escore performou melhor em homens (0,74; IC de 95%: 0,68-0,79) do que em mulheres (0,69; IC de 95%: 0,62-0,75); em participantes brancos (0,77; IC de 95%: 0,71-0,84) do que em negros (0,66; IC de 95%: 0,60-0,72); e nos indivíduos sem fatores de risco clínicos (0,71; IC de 95%: 0,66-0,76) do que com fatores de risco clínicos (0,64; IC de 95%: 0,55-0,73) no baseline.

Em uma análise dos resultados, pesquisadores acreditam que o escore HHS pode ter valor no aconselhamento de jovens adultos que não possuem fatores de risco cardiovasculares tradicionais e baixo risco a curto prazo para eventos adversos, mas cujo estilo de vida pode gerar riscos a longo prazo.

Veja mais escores clínicos no Whitebook! Clique aqui para baixar grátis.

Referências:

  • Gooding HC, Ning H, Gillman MW, Shay C, Allen N, Goff DC, Lloyd-Jones D, Chiuve S. Application of a Lifestyle-Based Tool to Estimate Premature Cardiovascular Disease Events in Young AdultsThe Coronary Artery Risk Development in Young Adults (CARDIA) Study. JAMA Intern Med. Published online July 17, 2017. doi:10.1001/jamainternmed.2017.2922

2 Comentários

  1. Se fosse um narrador falando ao invés de esta gravação robótica seria melhor para ouvir.

    • Ana Carolina Pomodoro

      Olá, Gustavo! Sou Ana Carolina, médica e colunista da Pebmed. Já passamos sua observação para nossa equipe técnica e aguardamos para ver se há alguma possibilidade viável. Muito obrigada por sua participação. Aproveitamos para lhe convidar a continuar acompanhando e participando do nosso portal.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.