Página Principal > Emergências > Novo índice clínico para prever disfunção ventricular direita no TEP
paciente com embolia pulmonar

Novo índice clínico para prever disfunção ventricular direita no TEP

Queremos saber a sua opinião! Gostou de ouvir essa notícia em áudio? Clique aqui e responda nossa pesquisa.

A embolia pulmonar aguda é uma doença cardiovascular com elevada mortalidade. Pacientes com instabilidade hemodinâmica e disfunção do ventrículo direito representam o subgrupo de pior prognóstico.

Um estudo publicado recentemente no American Journal of Emergency Medicine teve como objetivo investigar o papel do índice de pressão arterial como um novo índice para a detecção de disfunção ventricular direita em embolia pulmonar aguda.

Veja também: ‘Condutas Diagnóstica e Terapêutica para TEP’

Um total de 539 pacientes (253 do sexo masculino e 286 do sexo feminino) diagnosticados com embolia pulmonar aguda foram incluídos no estudo. O índice de pressão arterial foi obtido pela divisão da pressão arterial sistólica pela pressão arterial diastólica.

A média da pressão arterial diastólica (75 ± 11 mmHg versus 63 ± 15 mmHg, p<0,001, respectivamente) foi maior nos pacientes com disfunção ventricular direita quando comparados àqueles sem disfunção, enquanto que o índice de pressão arterial (1,5 ± 0,1 versus 1,9 ± 0,2, p<0,001, respectivamente) foi menor. O nível médio da pressão arterial sistólica foi semelhante nos dois grupos (114 ± 16 mmHg versus 118 ± 23, p=0,055).

Quer receber diariamente notícias médicas no seu WhatsApp? Cadastre-se aqui!

O desempenho diagnóstico do índice de pressão arterial na predição do risco de disfunção ventricular direita foi avaliado com a análise da curva ROC (Receiver Operating Characteristic). De acordo com a análise, verificou-se que o índice de Youden mais alto para o valor de predição ótimo foi de 0,928 e o valor de índice de pressão arterial ≤ 1,7 foi encontrado para predizer disfunção ventricular direita com 92,8% de sensibilidade e 100% de especificidade. Enquanto o índice de pressão arterial ≤ 1,7 tinha um valor preditivo positivo de 100%, tinha um valor preditivo negativo de 42,1%.

Também foi analisado o desempenho diagnóstico do índice de pressão arterial na predição do risco de mortalidade. Verificou-se que o índice de Youden mais alto para o valor de predição ótimo foi de 0,478 e o valor de índice de pressão arterial ≤ 1,4 foi encontrado para predizer mortalidade com 68,6% de sensibilidade e 80,8% de especificidade.

O estudo mostrou que o índice de pressão arterial foi um índice com valor preditivo positivo elevado e baixo valor preditivo negativo na detecção de disfunção ventricular direita. Ressalta-se a necessidade de estudos adicionais para determinar a superioridade do índice de pressão arterial em relação aos outros parâmetros na literatura.

Mudanças no tratamento de TEP e TVP: baixe grátis nosso e-book e fique por dentro!

Autora:

Referências:

  • Hale Ates, Ihsan Ates, Harun Kundi, Mehmet Fettah Arikan, Fatma Meric Yilmaz , A novel clinical index for the assessment of RVD in acute pulmonary embolism: Blood pressure index. Am J Emerg Med. 2017 Apr 12. pii: S0735-6757(17)30283-8. doi: 10.1016/j.ajem.2017.04.019. [Epub ahead of print]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.