Página Principal > Caso Clínico > Caso clínico: o que considerar quando vir essa lesão?
lesoes de pele caso clinico

Caso clínico: o que considerar quando vir essa lesão?

Paciente etilista, em situação de rua e com as lesões abaixo há dois dias. Diz que são pruriginosas e queimam. Como direcionar a anamnese e o exame físico para um diagnóstico clínico?

lesoes de pele caso clinico

Diante desse tipo de lesão, deve ser questionado se houve algum trauma químico, causando queimadura, assim como deve ser feito um interrogatório dirigido para um provável caso de pelagra (ingestão de alimentos ricos em vitaminas do complexo B; história de trauma de abdome e/ou ressecção intestinal). Fundamental lembrar que pelagra, além da dermatite fotossensível, também é acompanhada de diarreia e demência.

Devido ao etilismo do paciente, é importante perguntar sobre seu hábito de beber, que tipo de bebida, quando bebe e se relaciona as lesões a algum episódio de ingestão de álcool que levou a estado comatoso.

No caso desse paciente em questão, havia história de consumo de álcool e exposição solar, em ocasião em que ficou exposto ao sol após derramar bebida em si mesmo (daí as queimaduras estarem proeminentes em áreas fotoexpostas).

Esse caso é bom para nos lembrar a importância de um questionário dirigido para causas mais comuns (queimadura) do que casos clássicos “de livro” como o diagnóstico de pelagra. Entretanto, pacientes etilistas devem receber suplementação de vitaminas do complexo B, principalmente vitamina B1, para proteção de neuropatia alcoólica. O etilismo deve ser abordado como um problema e o clínico deve estar disposto a oferecer suporte ao paciente, assim como tratamento caso ele deseje.

É médico e também quer ser colunista do Portal PEBMED? Clique aqui e inscreva-se!

Autora:

2 Comentários

  1. Pensei tambem em Acantose Nigricans que ocorre mais frequentemente em diabeticos e portadores de neoplasias.

  2. Pensei tabem em Acantose nigricans ( ocorrre mais em diabeticos, em pessoas com neoplasias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.