O que é mindfulness e como praticar?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Sabemos que o mundo do trabalho pode ser estressante e desafiador. Durante a pandemia é sabido que profissionais da saúde ficaram atarefados por horas em busca de melhores condições assistenciais para a população. Evitar a morte de pessoas não é algo fácil, assim como não é fácil encarar filas de pessoas em busca de vacinação ou atendimento em saúde. Muitas vezes não conseguimos ser produtivos e isso se dá pelo fato de não estar utilizando toda nossa capacidade para o desenvolvimento das tarefas. O estresse, a ansiedade e as questões relacionadas ao trabalho provocam uma reação de diminuição da resposta total que um indivíduo pode gerar frente às tarefas do cotidiano ou a pressões do meio. Uma saída para aumentar o rendimento e melhorar o desempenho é o mindfulness.

Mas afinal, o que seria o mindfulness e como pode ajudar em nossas atividades como profissionais da saúde?

O que é mindfulness e como praticar?

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Mindfulness na prática

Imagine que estamos vendo uma partida de futebol. Brasil e Argentina protagonizando a final da Copa do Mundo. Após 90 minutos do tempo regulamentar e 30 minutos de prorrogação, iniciam os pênaltis. Muitos atletas estão observando anotações, olhando para a arquibancada, escutando o ensurdecedor barulho das torcidas. No entanto, um jogador, o craque do time, o camisa 10, a grande estrela, está concentrado, respirando vagarosamente, com olhos fechados, retirando toda e qualquer distração do momento da cobrança. 

Podemos pensar em outro esporte como o basquete, um lance livre na final do campeonato, nos últimos segundos de um jogo acirradamente empatado. Um jogador em especial, segura a bola e tem a responsabilidade de converter o lance livre para seu time ser campeão. O que fazer? Escutar a torcida, se distrair com o barulho, escutar os companheiros ou o técnico ou parar.  É, eu disse parar, prestar atenção em si, na sua respiração, no seu corpo, meditar!

Mindfulness também chamado de atenção plena, não é uma técnica nova. É uma prática muito utilizada nos Estados Unidos, em universidades, empresas e até em times de futebol e basquete. Os maiores jogadores da NBA, utilizam tal estratégia em suas atividades profissionais. A prática oriental foi adaptada ao acidente e consiste em estar no momento presente de maneira mais consciente possível. Ou seja, podemos dizer que a pessoa, se concentra em focar sua atenção naquele momento, considerando sua situação, sua respiração, seu estado psíquico. Há uma orientação das energias e da atenção, mesmo frente a grandes eventos, população e eventuais distrações. A técnica é conhecida por aumentar o rendimento das pessoas no trabalho, na relação com a família e por reduzir o estresse e a ansiedade nas tarefas cotidianas.

Exercitando o método

O exercício não é pontual, mas uma prática que requer regularidade para que se possa acostumar a conseguir deixar as distrações de lado no exercício da atividade. A técnica agrupa a conexão da ação e do pensamento. Por ser um estado onde treinamos a qualidade da atenção frente a desafios, temos a possibilidade de não reagir de maneira automática em situações complexas. Dessa forma conseguimos realizar escolhas mais conscientes. As emoções são reguladas mesmo em situações complicadas. As origens do mindfulness são diversas. Sabemos que é presente em religiões orientais, na prática de meditação, e em áreas da psicologia como dispositivo de cuidado. Está muito ligada a versão não religiosa do budismo e até mesmo do yoga. Foi compreendida em um programa de redução de estresse na década de 80 nos EUA, por Kabat-Zinn. Hoje é utilizado ao redor do mundo e possui muitas funções para a melhoria da vida cotidiana.

Demonstra ser uma intervenção de baixo custo, eficiente em profissionais de enfermagem, considerando o pouco tempo para a realização, conseguindo controlar os sintomas do Burnout, e melhorar o bem-estar¹. Também é presente no cuidado de usuários. “As evidências apontam diversas potencialidades de intervenções baseadas em mindfulness para o autocuidado e atenção aos usuários e familiares, promovendo assistência integral e prescrevendo uma perspectiva inovadora para o cuidado”². “O mindfulness auxiliou estudantes frente ao estresse. Contribuiu para a descoberta da origem de suas ansiedades e da dificuldade de viver o momento presente frente a constante antecipação de problemas futuros” ³.

Alguns benefícios do mindfulness para os profissionais:

  • Contribui para melhoria das emoções e interações
  • Possibilita  o seu autoconhecimento;
  • Melhora a concentração;
  • Age no controle do estresse e da ansiedade;
  • Diminui problemas relacionados ao sono
  • Diminui problemas alimentares, principalmente a compulsão alimentar;
  • Aumenta a sua capacidade de concentração e memória;
  • reduz pensamentos negativos;
  • Estimula a sua criatividade.

Sabemos que o dia a dia dos profissionais de saúde é atribulado e possui muitas atividades que podem gerar vulnerabilidade e adoecimento a esses profissionais, afinal lidar com o adoecimento e a morte, podem promover seu esgotamento físico e psíquico. Pensando em reduzir tais vulnerabilidades vamos traçar um pequeno exercício de mindfulness para que todos nós possamos experimentar seus benefícios ao longo do dia. Dessa forma, siga algumas recomendações:

  • Reserve 5 minutos, 3 vezes ao dia para realizar  o mindfulness;
  • Durante a atividade cotidiana busque um lugar mais calmo e se concentre;
  • Traga a atenção para a sua respiração e concentre-se na região abdominal;
  • Inspire e expire de forma lenta, sentindo seu corpo durante a respiração, observando suas tensões musculares, dor ou incômodo;
  • Compreenda como está no momento. Por exemplo se estiver ansiosa(o), não tente modificar isso, aceite que está ansiosa(o);
  • Canalize sua atenção na experiência corporal;
  • Permita-se apenas relaxar e se sentir bem, esquecendo os problemas ou afazeres neste momento;
  • Ao final do tempo, retome as atividades de forma objetiva, tente buscar realizar suas tarefas com atenção, mas lembre-se que o estresse, que leve a sensações negativas a você profissional, não é positivo para a realização de práticas de saúde. 
  • Utilize o mindfulness sempre que achar necessário, mas tente tornar a prática constante, uma vez que a prevenção do estresse e da ansiedade, por exemplo, é o melhor caminho.

Leia também: Uso de mindfulness no tratamento da migrânea

Lembre-se que precisamos cuidar de quem cuida. Precisamos cuidar de nós mesmos e o mindfulness pode ser um caminho. O método é na maioria das vezes é sem qualquer custo e pode ser realizado em qualquer área de atuação. Tente realizar o exercício e lembre-se que sua saúde mental é sempre mais importante.

Autor:

Referências bibliográficas:

  • Barreto, V.P.de C. Ferreira, S.C.M. Correia D.M.da S. Estresse ocupacional na enfermagem e mindfulness: o que há de novo? Revista enfermagem atual. 2017, 80, pp. 40-46.
  • Gherardi-Donato, E., Fernandes, M., Scorsolini-Comin, F., & Zanetti, A. (2019). Mindfulness: reflexão sobre limites e potencialidades para a assistência de enfermagem. Revista de Enfermagem da UFSM, 2019, 9, (52), p. 1-21. DOI: 10.5902/2179769233058.
  • Araujo, Aline Corrêa de et al. Efeitos de um curso de meditação de atenção plena em estudantes da saúde no Brasil. Acta Paulista de Enfermagem [online]. 2020, v. 33 [Acessado 29 Julho 2021] , eAPE20190170. Disponível em: <https://doi.org/10.37689/acta-ape/2020AO0170>.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar