Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Colunistas / Obesidade infantil: consumir leite com menos gordura diminui risco?
jarra de leite virando em copo para criança com obesidade

Obesidade infantil: consumir leite com menos gordura diminui risco?

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

A obesidade infantil triplicou nos últimos 40 anos: quase uma em cada três crianças norte-americanas apresenta sobrepeso ou obesidade. No mesmo período, todavia, o consumo de leite de vaca com gordura total caiu pela metade.

A maioria das crianças na América do Norte consome leite de vaca todos os dias. A American Academy of Pediatrics e a Canadian Paediatric Society recomendam que os pais transitem o leite de vaca com gordura total (3,25%) para o leite de vaca com gordura reduzida (0,1 a 2%) em crianças aos dois anos de idade para limitar a ingestão de gordura e minimizar a risco de obesidade infantil. As autoridades de saúde da Europa, Grã-Bretanha e Austrália fornecem recomendações semelhantes.

Obesidade e leite

No entanto, Vanderhout e colaboradores (2019) observaram que as crianças que bebem leite integral têm um risco reduzido em 40% de estar acima do peso ou obesas, em comparação com aquelas que bebem leite com baixo teor de gordura. Os pesquisadores do St Michael’s Hospital, em Toronto, Canadá, quiseram avaliar a ligação entre o consumo de gordura do leite de vaca e o risco de sobrepeso ou obesidade em crianças de um a 18 anos de idade. A pesquisa foi publicada no The American Journal of Clinical Nutrition.

Dos 5862 estudos identificados pela pesquisa, 28 preencheram os critérios de inclusão. Vinte eram transversais e oito eram estudos de coorte prospectiva. Não foram identificados ensaios clínicos. Em 18 estudos, o maior consumo de gordura do leite de vaca foi associado a menor adiposidade infantil e dez estudos não identificaram associação.

Leia também: Obesidade infantil: orientações para atividade física na infância e adolescência

A metanálise incluiu 14 dos 28 estudos (n = 20.897) que mediram a proporção de crianças que consumiram leite integral em comparação com o leite com baixo teor de gordura e medidas diretas de sobrepeso ou obesidade. Entre as crianças que consumiram leite integral (3,25% de gordura) em comparação com o leite com gordura reduzida (0,1% a 2%), a odds ratio de sobrepeso ou obesidade foi de 0,61 (IC95%: 0,52, 0,72; P <0,0001), mas a heterogeneidade entre os estudos foi alta (I2 = 73,8%).

Vanderhout e colaboradores (2019) observaram que pesquisas observacionais sugerem que uma maior ingestão de gordura no leite de vaca está associada a menor adiposidade infantil. Os resultados desse estudo, portanto, questionam as diretrizes canadenses e internacionais atuais, que recomendam que as crianças bebam leite de vaca com baixo teor de gordura em vez de leite integral quando atingirem a idade de dois anos para reduzir o risco de obesidade.

cadastro portal

Resultados

Os resultados do presente estudo sugerem que a gordura do leite de vaca, que não foi examinada em meta-análises anteriores, pode desempenhar um papel no desenvolvimento de sobrepeso ou obesidade infantil. De acordo com Vanderhout e colaboradores (2019), vários mecanismos foram propostos para explicar por que um maior consumo de gordura no leite de vaca pode resultar em menor adiposidade em crianças. Uma teoria, segundo os autores, envolve a substituição de calorias de alimentos menos saudáveis, como bebidas açucaradas, por gordura de leite de vaca.

O consumo de bebidas com alto teor de açúcar foi associado ao aumento do risco de sobrepeso e obesidade durante a infância. Outras teorias envolvem mecanismos de saciedade, de modo que o maior consumo de gordura do leite pode induzir saciedade através da liberação de colecistocinina e peptídeo semelhante ao glucagon-1, reduzindo, assim, o desejo por outros alimentos caloricamente densos.

Veja mais: Programas escolares para reduzir obesidade infantil são efetivos?

Outra possibilidade é que a menor saciedade devido à redução de gordura do leite pode resultar em aumento do seu consumo, causando maior ganho de peso em relação às crianças que consomem leite integral.

Para os pesquisadores, portanto, o leite com baixo teor de gordura para crianças pode não reduzir o risco de obesidade infantil. No entanto, ensaios randomizados são necessários para determinar qual gordura do leite de vaca minimizaria o risco de excesso de adiposidade.

Autor:

Referência bibliográfica:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.