Página Principal > Colunistas > Os 15 cuidados com vítimas de um AVC
médico e paciente dando as mãos

Os 15 cuidados com vítimas de um AVC

Tempo de leitura: 2 minutos.

A American Stroke Society elaborou uma lista dos cuidados que um cuidador deve ter com a vítima de um AVC. A lista pode ser usada pelo médico durante a consulta, para se certificar se o cuidador ainda precisa de alguma informação. São eles:

1) É melhor saber demais do que de menos: os cuidadores devem estar esclarecidos sobre quais comprometimentos o paciente tem e como fazer para driblá-los (adaptação da casa, da dieta).

2) Reduzir riscos de um novo AVC: alimentação saudável, estímulo a atividade física sempre que possível e uso regular da medicação com visitas periódicas ao médico assistente.

3) Evitar comparar a recuperação de diferentes pacientes, pois cada paciente é único.

4) A recuperação não tem data certa para acontecer, pode ser em semanas ou anos.

5) Pacientes com tonturas, instabilidades, dificuldades para andar mais que 6 minutos ou realizar as atividades que gosta podem se beneficiar de acompanhamento com fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional.

6) Não ignorar as quedas, elas são muito comuns e podem ser graves. Em caso de queda, levar o paciente a emergência.

7) Medir os progressos da recuperação a cada semana.

8) A necessidade de uso de alguns serviços pode variar de acordo com a evolução do paciente.

9) Estar atento às mudanças de humor.

10) Estar atento ao desenvolvimento de depressão.

11) Procurar suporte; este é importante para aliviar a tensão dos cuidadores e pode ser encontrado em alguns grupos de cuidadores ou trabalhos sociais.

12) Leia informações sobre o que pode ser coberto pelo plano privado ou pelas medidas governamentais.

13) Tire suas dúvidas com o médico assistente sobre como você pode conseguir que o plano privado ou o sistema público de saúde te ajude no cuidado.

14) Saiba seus direitos: você deve ter acesso aos relatórios médicos e exames.

15) Cuide de você mesmo.

É médico e também quer ser colunista da PEBMED? Clique aqui e inscreva-se!

Autora:

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.