Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Psiquiatria / Paciente com doença mental grave: transtorno por uso de substâncias
suporte nutricional

Paciente com doença mental grave: transtorno por uso de substâncias

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: < 1 minuto.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou recentemente um guia para o manejo de condições de saúde física em adultos com doença mental grave. Essa população frequentemente convive com comorbidades e tem em média duas a três vezes mais risco de morte. Já falamos sobre a cessação do tabagismo e manejo de peso. Neste artigo abordaremos o tratamento do transtorno por uso de substâncias.

Tratamento do transtorno por uso de substância em doentes mentais graves

1) Intervenções não farmacológicas (terapia cognitivo comportamental, entrevista motivacional, psicoeducação, etc) podem ser consideradas e adaptadas às necessidades de pessoas com transtornos mentais graves, que usam múltiplas substâncias, como álcool e drogas (qualidade da recomendação: muito baixa).

2) Intervenções farmacológicas (qualidade da recomendação: baixa):

– Para abuso de álcool, recomenda-se:

  • Tiamina durante o uso de álcool.
  • Diazepam para tratar sintomas de abstinência durante a desintoxicação.
  • Naltrexona, acamprosato ou dissulfiram para prevenir a recidiva após a desintoxicação.

– Para abuso de opioides, recomenda-se:

  • Buprenorfina, metadona, clonidina e lofexidina para prevenção de recidiva.

3) Médicos devem levar em consideração o potencial de interações medicamentosas entre as drogas usadas no tratamento de transtornos por uso de substâncias e doença mental grave (qualidade da recomendação: melhor conduta).

Nos próximos artigos falaremos sobre risco cardiovascular, diabetes, HIV e outras doenças infecciosas. Fique ligado!

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.