Página Principal > Saúde Pública > Perfil das doenças no Brasil nos últimos 26 anos
brasil

Perfil das doenças no Brasil nos últimos 26 anos

Tempo de leitura: 2 minuto.

O Brasil passou por importantes mudanças estruturais e econômicas nos últimos 50 anos. Na saúde, a criação do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Estratégia Saúde da Família revolucionaram a atenção básica para a população. Em novo artigo do The Lancet, publicado em julho, pesquisadores utilizaram os dados Global Burden of Disease Study 2016 (GBD 2016) para investigar o perfil das doenças no Brasil nos últimos 26 anos.

Para isso, foram analisadas as estimativas do GBD 2016 para expectativa de vida ao nascer, expectativa de vida saudável, mortalidade por todas as causas e causas específicas, anos de vida perdidos, anos vividos com incapacidade (disability), anos de vida ajustados por incapacidade e fatores de risco.

Perfil das doenças no Brasil

Os resultados a nível nacional foram:

– A expectativa de vida ao nascer aumentou de 68,4 anos em 1990 para 75,2 anos em 2016.

– A expectativa de vida saudável aumentou de 59,8 anos em 1990 para 65,5 anos em 2016.

– As taxas de mortalidade por todas as causas caíram 34,0%.

– Em 2016, a doença isquêmica foi a principal causa de anos de vida perdidos, seguida de violência interpessoal.

– Dor lombar e cervical, doenças dos órgãos sensoriais e doenças de pele foram as principais causas de anos vividos com incapacidade em 1990 e 2016.

– Os principais fatores de risco para incapacidades em 2016 foram uso de álcool e drogas, pressão alta e alto índice de massa corporal.

LEIA MAIS: Sobrepeso e obesidade – o impacto na saúde de 195 países durante 25 anos

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • GBD 2016 Brazil Collaborators. Burden of disease in Brazil, 1990–2016: a systematic subnational analysis for the Global Burden of Disease Study 2016. The Lancet. Published: July 20, 2018. DOI: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(18)31221-2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.