Pericardite pode ser o primeiro sinal de um câncer ainda não diagnosticado

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Estudo recente, publicado na revista Circulation, sugere que a pericardite pode ser o primeiro sinal de um câncer ainda não diagnosticado.

Para chegar nessa conclusão, pesquisadores usaram um banco de dados médicos da Dinamarca para realizar um estudo de coorte nacional com todos os pacientes com diagnóstico de pericardite, que foram acompanhados para o diagnóstico subsequente de câncer de 1994 a 2013. Foram excluídos pacientes com câncer prévio.

Entre os 13.759 pacientes com pericardite aguda analisados, 1.550 foram posteriormente diagnosticados com câncer durante o follow-up. A taxa global de incidência de câncer foi de 1,5 (intervalo de confiança [IC] de 95%: 1,4-1,5), conduzido predominantemente pelo aumento das taxas de câncer de pulmão, rim e bexiga, linfoma, leucemia e câncer metastático não especificado.

Quer receber diariamente notícias médicas no seu WhatsApp? Cadastre-se aqui!

O risco de câncer < 3 meses em pacientes com pericardite foi de 2,7% e a taxa de incidência foi de 12,4 (IC 95%: 11,2-13,7). A taxa de incidência 3 – < 12 meses de câncer foi 1,5 (IC 95%: 1,2-1,7), diminuindo posteriormente para 1,1 (IC 95%: 1,0-1,2). A sobrevivência em três meses após o diagnóstico de câncer foi de 80% e 86% entre aqueles com e sem pericardite, e a hazard ratio foi de 1,5 (IC 95%: 1,3-1,8). A sobrevivência de um ano foi de 65% e 70%, respectivamente, correspondendo a um período de 3 a 12 meses de HR de 1,3 (IC 95%: 1,1-1,5).

Pelos resultados, os pesquisadores concluíram que a pericardite pode ser um marcador de câncer e aumenta o risco de mortalidade após um diagnóstico de câncer.

Veja também: ‘O que a Cardiologia tem a ver com a Oncologia? A resposta é: tudo!’

Referências:

  • Pericarditis as a Marker of Occult Cancer and a Prognostic Factor for Cancer Mortality. Kirstine Kobberøe Søgaard, Dóra Körmendiné Farkas, Vera Ehrenstein, Krishnan Bhaskaran, Hans Erik Bøtker and Henrik Toft Sørensen. Circulation. 2017;CIRCULATIONAHA.116.024041, originally published June 29, 2017 (https://doi.org/10.1161/CIRCULATIONAHA.116.024041)
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar