Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Colunistas / Por que e quando realizar a mamografia em mulheres?

Por que e quando realizar a mamografia em mulheres?

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Já se sabe que mamografia é o exame de primeira escolha para o rastreio de câncer de mama. Segundo o Ministério da Saúde, ela é realizada para todas as mulheres acima de 50 anos, enquanto para a Sociedade Brasileira de Mastologia a realização idealmente deve ser feita a partir de 40 anos.

Em pacientes de alto risco, o exame de rastreio deve ser realizado a partir de 35 anos. Mas existem muitas mulheres que acham o exame dolorido e desnecessário, ficando alerta apenas quando surgem lesões palpáveis.

Mamografia

A mamografia é um exame extremamente necessário (nas faixas etárias já descritas) pois, além de diagnosticar lesões palpáveis, ela diagnóstica lesões impalpáveis.

O câncer de mama pode se apresentar de diversas formas, palpáveis ou não! Alterações na pele ou não! As alterações palpáveis e visíveis são fáceis de serem diagnosticadas, mas e a forma impalpável?!

Alterações impalpáveis, como o nome já diz, são alterações que não conseguimos diagnosticar a “olho nu” ou ao toque manual. Estas lesões que podem ser relacionadas ao câncer de mama ficam evidenciadas através de exames de imagem. Por exemplo, na mamografia podemos ver distorções, assimetrias e microcalcificações.

Veja também: Outubro Rosa: prevenção e evolução dos tratamentos do câncer de mama

Nem sempre essas alterações serão interpretadas como câncer, pois algumas microcalcificações na mama são benignas. Mas temos outras, de formas e tamanhos diferentes, que levam à suspeição de câncer e, por isso, não devem ser subestimadas!

Sendo assim, a mamografia se faz necessária e deve ser realizada como exame de rastreio sempre que houver suspeição, fatores de risco ou a idade maior que a definida anteriormente.

Autor:

Referências bibliográficas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.