Prevalência e mortalidade por pneumotórax de acordo com idade gestacional em recém-nascidos

Pneumotórax em recém-nascidos representa uma condição associada a altas taxas de morbidade e mortalidade, especialmente em bebês prematuros.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Pneumotórax (PTX) em recém-nascidos representa uma condição associada a altas taxas de morbidade e mortalidade, especialmente quando ocorre em bebês prematuros. Em maio de 2021 foi publicada uma coorte de base populacional avaliando 10.625.036 crianças hospitalizadas nos EUA, entre os anos de 2006 à 2012, avaliando a prevalência de PTX em diferentes idades gestacionais, o impacto do PTX na mortalidade por idade gestacional e no tempo de hospitalização por idade gestacional (IG).  Esse estudo foi realizando utilizando o “Kids Inpatients Database (KID)”, um banco de dados norte-americano que contém informações de cerca de 1.000 hospitais dos EUA.

Leia também: Pneumotórax espontâneo primário: drenar ou observar?

Prevalência e mortalidade por pneumotórax de acordo com idade gestacional em recém-nascidos

Método e achados

Foram incluídos registros de alta hospitalar de bebês com códigos diagnósticos referentes ao período neonatal, como prematuridade, PTX, asfixia no nascimento, corioamnionite, enterocolite necrosante (NEC), sepse, hipertensão pulmonar persistente e ventilação mecânica não invasiva. Os recém-nascidos avaliados foram classificados quanto à idade gestacional (≤ 24 semanas, 25-28 semanas, 29-32 semanas, 33-36 semanas e ≥ 37 semanas), raça, sexo, uso de ventilação mecânica e presença de alguma afecção perinatal. 

A maioria dos bebês com PTX (62,2%) eram do sexo masculino, brancos (60,5%) e receberam ventilação mecânica (64,7%). Os diagnósticos clínicos associados incluíram: síndrome do desconforto respiratório (34%), sepse (28,3%), hipertensão pulmonar (HPPN) (9,7%), hemorragia intraventricular (IVH) (8,3%), aspiração de mecônio (4,5%), NEC (2,4%), asfixia perinatal (1%) e corioamnionite (0,6%).

A prevalência geral de pneumotórax em recém-nascidos (IG ≤ 24 a ≥ 37 semanas) foi de 0,034%. Houve uma relação inversa entre a frequência de PTX e a IG, com maior incidência em ≤ 24 semanas (0,67%). A taxa de mortalidade geral foi significativamente maior em bebês com PTX (8,8%) versus bebês sem PTX (0,4% p < 0,001). Além disso, a taxa de mortalidade associada a PTX foi maior em prematuros (16,3%) versus em bebês a termo (2,7% p < 0,001). A taxa de mortalidade em crianças com PTX diminuiu com o aumento da IG. No entanto, quando comparado à taxa de mortalidade em bebês sem PTX, a contribuição do PTX para a taxa de mortalidade em diferentes idades gestacionais foi complexa. O PTX foi associado a maior risco de mortalidade em todos os grupos de IG (OR = 2,33; IC 95%: 2,02–2,67; p <0,001). No entanto, enquanto em bebês com IG ≤ 24 semanas a presença de PTX foi associada a menor mortalidade (OR = 0,64; IC 95% = 0,45-0,93; p = 0,018), nos outros grupos houve aumento da mortalidade na presença de PTX, principalmente no de 29-32 semanas (OR = 8,55; IC 95%: 6,56-11,13; p < 0,001).

Em recém-nascidos com diagnóstico de Pneumotórax, outros fatores foram associados a um aumento da mortalidade, incluindo:  raça negra (OR = 1,88; IC 95%: 1,28–2,76), asfixia ao nascer (OR = 3,98; IC 95%: 1,47–10,76), sepse (OR = 1,69; IC 95%: 1,28-2,23), HPPN (OR = 2,8; IC 95%: 1,99-3,94) e ventilação mecânica invasiva (OR = 2,65; IC 95% = 1,82–3,87); sexo masculino (OR = 0,52; IC 95% = 0,4-0,68) e aspiração meconial (OR = 0,32; IC 95% = 0,14-0,74) foram associados a menor mortalidade.

Saiba mais: Manejo de recorrências do pneumotórax espontâneo: terapia combinada como opção

Em bebês que sobreviveram até a alta hospitalar, o PTX aumentou a mediana do período de hospitalização de 2 (IQR: 2-3) para 12 (IQR: 4-36) dias, (p <0,001) de acordo com os grupos de IG; o maior tempo médio de permanência hospitalar em bebês com PTX foi no grupo de IG ≤ 24 semanas (106 dias, IQR: 39–136). Este aumento no tempo de permanência também foi associado a um custo geral mais alto. O custo médio de admissão de bebês com PTX que sobreviveram até a alta hospitalar aumentou significativamente em todos os grupos de IG. O custo médio de admissão de bebês com PTX foi $ 82.579 (IQR: $ 20.778– $ 295.727) que é significativamente maior do que naqueles sem PTX ($ 2.680, IQR: $ 1.746– $ 4.749), p < 0,001.

Limitações e conclusões

É importante observar que este estudo possui algumas limitações. O KID é um banco de dados de faturamento administrativo. Existe a possibilidade de subnotificação do diagnóstico de PTX, uma vez que muitos casos de PTX são assintomáticos. Além disso, o desenho do estudo não permitiu a determinação do momento em que o PTX ocorreu, antes ou após a ventilação mecânica. No entanto, esse é o banco de dados nacional mais abrangente disponível nos EUA e, portanto, o presente estudo representa valores nacionais, e não de centros específicos.

Concluindo, este estudo é importante principalmente por analisar dados relativos a PTX, mortalidade, tempo de permanência hospitalar e outros, utilizando uma amostra grande e nacionalmente representativa.

Referências bibliográficas:

  • Acun C, et al. Pneumothorax prevalence and mortality per gestational age in the newborn. Pediatr Pulmonol2021 May 18. doi: 10.1002/ppul.25454.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades