Leia mais:
Leia mais:
Procedimento ablativo versus excisional no tratamento de NIC 2/3 confirmado histologicamente
ANS aprova incorporação de seis terapias orais contra o câncer por planos de saúde
Tratamento contra o câncer é ampliado no SUS
Indicações das vacinas contra o HPV no Brasil
Aberta consulta pública para inclusão de cinco medicamentos contra o câncer no rol da ANS

Procedimento ablativo versus excisional no tratamento de NIC 2/3 confirmado histologicamente

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

O câncer de colo uterino é o quarto câncer mais prevalente na mulher, atrás das neoplasias de mama, cólon e pulmão. Em 2018, foram 569.847 novos casos no mundo, com 311.365 mortes. A incidência e mortalidade são mais altas em países com IDH mais baixo.

Uma das formas de diminuir os índices e a mortalidade é a associação do diagnóstico precoce com o tratamento efetivo mais rápido das lesões HPV induzidas (lesões de alto grau, NIC 2/3  e carcinomas in situ. As lesões NIC 2/3, se não tratadas efetivamente, podem evoluir para lesões invasivas. 

Leia também: Câncer de colo uterino: existe diferença na recuperação de histerectomia radical aberta ou videolaparoscópica?

Os tratamentos realizados incluem a conização a frio (ablativo) ou mais recentemente a biópsia excisional com alta frequência (excisional – conização de alta frequência).

câncer de colo uterino

Estudo

Uma revisão sistemática publicada em junho de 2022 no British Journal Of Obstetrics and Gynaecological avaliou 323 artigos comparando os dois tipos de procedimentos para avaliar possibilidades de persistência e/ou recorrência de lesões.

A avaliação final incluiu seis artigos mostrando que ambos os procedimentos são igualmente seguros, mas o tratamento ablativo mostrou maior persistência/recorrência (RR geral de 1,65; RR de 1,94 em seis meses de seguimento; RR de 1,78 em 12 meses de seguimento e RR de 1,57 em 24 meses de seguimento).

O estudo conclui que o tratamento com conização de alta frequência é o mais efetivo dos dois procedimentos, mesmo ambos sendo seguros. Outras programações terapêuticas devem, entretanto, ser levadas em conta em locais com recursos limitados. 

 

 

 

 

 

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
# Zhang, L., Sauvaget, C., Mosquera, I. and Basu, P. (2022), Efficacy, acceptability and safety of ablative vs excisional procedure in the treatment of histologically confirmed CIN2/3: a systematic review. BJOG: Int J Obstet Gy. Accepted Author Manuscript. https://doi.org/10.1111/1471-0528.17251 
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.