Página Principal > Cardiologia > Profilaxia de Trombose Venosa Profunda

Profilaxia de Trombose Venosa Profunda

Nessa semana, falamos sobre o risco de trombose venosa profunda nos homens que fazem reposição de testosterona. Por isso, na nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, trazemos a profilaxia da TVP.

As melhores condutas médicas você encontra no: Whitebook Clinical Decision! Baixe grátis.

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

A trombose venosa profunda (TVP) é uma complicação comum nos pacientes internados, devido a restrição ao leito e imobilização prolongada, especialmente em pacientes portadores de doença cardiovascular.

  • Fatores de Risco
  • Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico;
  • Anticoncepcional ou reposição hormonal;
  • Câncer e tratamento quimioterápico;
  • Cateter venoso central;
  • Doença inflamatória intestinal;
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica;
  • Doença reumatológica ativa;
  • Idade ≥55 anos;
  • Infarto agudo do miocárdio atual;
  • Infecção;
  • Insuficiência arterial periférica;
  • Insuficiência cardíaca CF III ou IV;
  • Insuficiência respiratória;
  • Obesidade;
  • Paresia ou paralisia de membros inferiores;
  • Puerpério (até 4 semanas);
  • Síndrome nefrótica;
  • Tabagismo;
  • TEV prévio;
  • Trombofilias (antecedente familiar de trombose);
  • Varizes / Insuficiência venosa periférica.

Indicações:

  • Pacientes clínicos
  • Insuficiência cardíaca descompensada;
  • Pneumopatia grave descompensada;
  • Pacientes restritos ao leito com fatores de risco para TVP (lista anterior).
  • Pacientes Cirúrgicos
  • Cirurgias de Alto Risco: Artroplastia de joelho e quadril, fratura de quadril, cirurgias oncológicas curativas, politrauma e trauma raquimedular;
  • Cirurgias de Grande Porte e Médio Porte em pacientes de alto risco (> 60 anos; ou < 60 anos na presença de outros fatores de risco – lista anterior).
  • Contraindicações Absolutas
  • Hipersensibilidade: Trombocitopenia induzida por heparina;
  • Sangramento ativo.
  • Contraindicações Relativas
  • Cirurgia intracraniana ou ocular recente;
  • Coleta de LCR nas últimas 24 horas;
  • Diátese hemorrágica (alteração de plaquetas ou coagulograma);
  • Hipertensão arterial não controlada (>180×110 mmHg);
  • Insuficiência renal (clearence <30 ml/ min).
Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia-a-dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.