Página Principal > Vídeos > Prós e contras do uso da chupeta e mais no ROUND PEBMED
pebmed videos

Prós e contras do uso da chupeta e mais no ROUND PEBMED

Hoje, no ROUND PEBMED, os médicos Bruno Lagoeiro e Pedro Gemal Lanzieri falam sobre os artigos mais acessados do portal nessa semana: prós e contras do uso da chupeta, nova recomendação da FEBRASGO para vacinação da coqueluche e atraso na cirurgia de fêmur e risco de mortalidade. Veja em nosso vídeo!

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Bruno: Sejam bem vindos a mais um ROUND PEBMED. Nessa semana, teremos três artigos interessantíssimos de especialidades completamente diferente, isso porque vamos falar do uso controverso da chupeta, também vamos falar da recomendação da Federação Brasileira de GO sobre vacinação em gestantes e por último vamos falar do atraso da cirurgia de fêmur em pacientes idosos.

O primeiro artigo que vamos discutir hoje aqui no ROUND PEBMED foi escrito pela Doutora Carolina Monteiro que é pediatra e colunista do nosso portal e discute um tema extremamente polêmico, que é o uso da chupeta. Quais são os seus prós e contras?

Como a gente sabe a OMS desencoraja o uso da chupeta junto às mães, porém, a academia americana de pediatria tem estimulado o uso da chupeta em alguns casos específicos, principalmente devido a prevenção da morte súbita do lactente. Estima-se hoje de dois terços das mães, oferecerão a chupeta para os seus filhos em algum momento dentro do primeiro ano de vida.

Pedro: É, com certeza, Bruno, é muito comum no consultório, a gente ter o questionamento por parte dos pacientes sobre, isso vai ser um risco para o meu filho, isso pode prejudicar arcada dentária dele, por exemplo, a gente sabe que de fato, principalmente nas primeiras semanas de amadurecimento, a criança ainda está desenvolvendo os reflexos orais e a introdução precoce da chupeta, pode de alguma maneira influenciar nisso.

Por outro lado, as pessoas que defendem a introdução precoce da chupeta, listam algumas vantagens como, por exemplo, facilitar o desenvolvimento da sucção do neonato e até uma informação de certa forma surpreendente, é que a própria chupeta pode influenciar no manejo da dor.

De qualquer forma, existem prós e contras e para você ter um embasamento melhor para informar para os seus pacientes, eu recomendo a leitura desse texto no nosso portal.

Bruno: O segundo artigo que vamos discutir aqui hoje no ROUND PEBMED, fala de uma recomendação da Federação Brasileira de GO para vacinação de gestantes contra coqueluche. Essa recomendação saiu dia 17 de novembro e ela é baseada no aumento súbito, desde 2011 de casos relacionados à essa doença. Pedro, o que você destaca desse texto para os nossos leitores?

Pedro: Bom Bruno, parabéns pelo seu conhecimento também na área de vacinação em gestantes, além do vasto conhecimento em chupeta. No que tange à essa vacinação, a recomendação da FEBRASGO, é que seja aplicado em gestantes a partir da vigésima semana de gravidez, até 15 dias antes do parto.

Como sempre o primeiro trimestre da gestação, a gente não expõe a grávida a nenhum estímulo externo e no caso, entre 20 semanas e antes de 15 dias do parto é o período mais indicado para a aplicação dessa vacina.

Se você quiser mais informações, confira o texto completo no portal da PEBMED.

Bruno: O terceiro e último artigo que vamos discutir aqui hoje no ROUND PEBMED, fala sobre a possibilidade o atraso de até um dia na cirurgia do fêmur, causando aumento do risco de mortalidade. Ele foi escrito aqui pela redação da PEBMED e fala a respeito de uma publicação feito no Jama, que avaliava o tempo de espera para a cirurgia de fêmur e as complicações diretamente relacionados, sendo desfecho primário, a mortalidade em até 30 dias.

É baseada na pesquisa de uma corte feita no Canadá, com 72 hospitais diferentes, entre pacientes que estavam internados para cirurgia de fêmur de 2009 até 2014. Pedro, quais foram os principais resultados que você encontrou e achou interessante nessa publicação?

Pedro: É importante destacar nesse artigo que apesar de ser uma população da América do Norte, muitos aprendizados, a gente pode aplicar na nossa prática, tanto porque foram avaliados complicações comuns no pós operatório desses pacientes, que são os mesmos que a gente observa nos pacientes, principalmente idosos, que sofrem esse tipo de fratura e são submetidos à cirurgia no caso do infarto agudo do miocárdio, trombose venosa profunda e trombo embolia pulmonar e de fato o artigo concluiu que um atraso de mais de um dia entre o paciente sofrer a fratura, ser hospitalizado e efetivamente ser submetido a cirurgia, pode representar um aumento significativo no risco de complicações pós operatórias.

Obviamente, cada caso vai ter que ser avaliado individualmente, porque muitas vezes o risco operatório do paciente pode contra indicar a cirurgia, vale a pena a análise completa do artigo para você ter as suas conclusões.

Então é isso pessoal, esses foram os textos mais lidos no portal da PEBMED essa semana, se quiser saber mais, os links para os textos completos, estão disponíveis na descrição abaixo. Aproveitamos para deixar um abraço para o doutor Dione Deph, que está sempre navegando no nosso portal.

Bruno: Queremos deixar uma abraço também para o doutor Diogo Munhoes, diretamente de Vegas, sempre deixando nosso portal de pé e se você gostou desse vídeo, não esqueça de deixar os seus comentários aqui em baixo. Também não se esqueça de se inscrever no nosso canal para receber sempre em primeiro lugar as novidades que a gente posta no canal da PEBMED e essa semana deixamos um vídeo maravilhoso, feito pelo meu amigo Pedro Jamal, que fala sobre cinco dicas para você que esta se formando, é só clicar aqui e assistir, esperamos no próximo ROUND.

Gostou do nosso vídeo? Então, inscreva-se no nosso canal do Youtube e acompanhe também nossas entrevistas com referências médicas e muito mais!

E leia também os artigos citados no vídeo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.